Paginas

sexta-feira, 30 de maio de 2014

Viver Não Dói

Definitivo, como tudo o que é simples.
Nossa dor não advém das coisas vividas, mas das coisas que foram sonhadas e não se cumpriram.
Por que sofremos tanto por amor?
O certo seria a gente não sofrer, apenas agradecer por termos conhecido uma pessoa tão bacana, que gerou em nós um sentimento intenso e que nos fez companhia por um tempo razoável, um tempo feliz.
Sofremos por quê? Porque automaticamente esquecemos o que foi desfrutado e passamos a sofrer pelas nossas projeções irrealizadas, por todas as cidades que gostaríamos de ter conhecido ao lado do nosso amor e não conhecemos, por todos os filhos que gostaríamos de ter tido junto e não tivemos, por todos os shows e livros e silêncios que gostaríamos de ter compartilhado, e não compartilhamos.
Por todos os beijos cancelados, pela eternidade. Sofremos não porque nosso trabalho é desgastante e paga pouco, mas por todas as horas livres que deixamos de ter para ir ao cinema, para conversar com um amigo, para nadar, para namorar.
Sofremos não porque nossa mãe é impaciente conosco, mas por todos os momentos em que poderíamos estar confidenciando a ela nossas mais profundas angústias se ela estivesse interessada em nos compreender. Sofremos não porque nosso time perdeu, mas pela euforia sufocada.
Sofremos não porque envelhecemos, mas porque o futuro está sendo confiscado de nós, impedindo assim que mil aventuras nos aconteçam, todas aquelas com as quais sonhamos e nunca chegamos a experimentar.
Como aliviar a dor do que não foi vivido? A resposta é simples como um verso: 
Se iludindo menos e vivendo mais!! A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca, e que, esquivando-se do sofrimento, perdemos também a felicidade...
A dor é inevitável. O sofrimento é opcional.

Autor desconheço
Colaboração: Carlos E. Della Justina

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Como Viver Uma Ilusão

Quem nunca viveu uma ilusão? 
Mesmo que durante pouco tempo, não é raro imaginar como seria a sua vida se algo que esperasse muito acontecesse, ou quem sabe sonhar com um relacionamento com alguém há muito tempo desejado. Algo tão comum que chega a não apresentar nada de anormal. 
Pensar como seria o futuro e lutar para que ele realmente seja vivido deveria ser algo muito praticado, até para estimular a nossa mente para ganhar forças e alcançar aquilo que é tão esperado. O que não pode acontecer é deixar a imaginação trabalhar mais do que existe realmente.
Rejeitar o que está de fato sendo vivido, ou quando a ilusão passa a ser percebida como realidade, pode levar alguém para um mundo cheio de perigos, que vai cada vez mais fundo para um verdadeiro abismo.
É preciso ter bastante cuidado para não ultrapassar a linha entre a ilusão e a realidade, enganar os sentidos repetidamente pode o levar a viver numa fantasia permanente.

Autor desconheço
Colaboração: Carlos E. Della Justina

terça-feira, 27 de maio de 2014

Aprendendo a Viver com a Dúvida

A dúvida é uma realidade na vida de muitas pessoas: empreendedores, funcionários, pais de famílias e muito provavelmente, de todas as pessoas que estejam vivas nesse momento.
Muitas vezes nos sentimos como fraudes de nós mesmos, vivendo com o peso da incerteza e com isso temos uma (falsa) crença geral de que a chave para ser bem sucedido na vida exige a superação de todos os vestígios de dúvida.
Mas, essa não é uma crença verdadeira.
Ela é jogada sobre nós por palestrantes motivacionais que giram a roda do empreendedorismo como uma simples questão de sentir-se bem e autoestima, afim de vender seus produtos.
A grande maioria dos empreendedores nunca vai superar a sua dúvida
Na verdade, o dia em que superarmos todas as nossas dúvidas será provavelmente o dia em que iremos nos tornar cegos pelos nossos delírios de natureza e controle.
O que os empreendedores realmente precisam fazer é aprender a conviver com a dúvida. Aprender a viver com a dúvida, ser capaz de aceitar a dúvida é uma coisa muito poderosa pois permite que continuemos a questionar suposições e ainda avançar em face às incertezas.
Um dos efeitos colaterais negativos de esmagar a cultura que cada um tem em si é que, normalmente, isso vem acompanhado de uma forte dose de falsa confiança.
As pessoas que pensam assim vão dizer que você deveria acordar todos os dias como uma espécie de força da natureza pronto para enfrentar o mundo. Só que, muitas vezes, essas são as pessoas mais fracas.
Eles bravejam esse projeto como um disfarce e quando o mundo gira, o que acontece diariamente, eles são geralmente os primeiros a voltarem correndo pra casa, quando a sua falsa auto confiança é atingida por uma realidade de que o que eles fazem pode não dar certo.
Isso causa uma dissonância cognitiva em sua cabeça que só pode ser explicada por inventar falsas desculpas falsas ou abraçando uma auto imagem ilusória de sucesso que não é suportada na sociedade.
Por outro lado, aquelas pessoas que aprendem a conviver com a dúvida estão certas apenas de que o futuro virá. E que esse futuro é maleável.
Ninguém é 100% auto confiante
E é esta a capacidade de lidar com a dúvida que não só permite um empreendedor de experimentar, mas permite também que ele se adapte às novas circunstâncias.
Como empreendedor é bem lógico que a dúvida assole o seu comportamento. Você não sabe para onde está indo ou o que o futuro lhe reserva. Você optou por navegar em águas desconhecidas…
Mas, mesmo com essas incertezas batendo à sua porta você ainda está rumando para a frente, enquanto grande maioria das pessoas que parecem tão seguras de si estão de volta em terra firme.
Muitas pessoas pensam que a dúvida torna as pessoas fracas. Mas é o contrário, é a capacidade de viver com a dúvida que faz as pessoas serem fortes.
Aqueles que precisam da segurança de um futuro previsível, ou não podem deixar a sua auto imagem inflexível de quem são, ou o que supostamente acha que estão presos pela certeza daquilo que buscam.
Estas são as pessoas que você vê subindo escadas corporativas, ou sentadas em conferências procurando garantias e pílulas mágicas nos oradores dos palcos.
Estas são as pessoas que você vê colocando a palavra empreendedor, mas que sempre têm uma desculpa para isso de que não podem parar de trabalhar todos os dias e se arriscarem.
Pior de tudo, estas são as pessoas que enganaram a si mesmas em acreditar que elas têm todas as respostas e as anunciam tão alto que os outros acabam sendo cegados por eles.
Não se engane, a dúvida sempre vai existir. Portanto, aprenda a dribá-la
Considere que o que Bruce Lee disse sobre artistas de segunda mão que cegamente seguem ou aceitam o outro como padrão.
Como resultado, a sua ação e, mais importante do que isso, o seu pensamento, se tornam mecânico.
Suas respostas se tornam automáticas, de acordo com os padrões estabelecidos, tornando as pessoas estreitas e limitadas.
Este é o destino daqueles que exigem a certeza de respostas claras e regras estabelecidas. Este é o destino daqueles que não querem ou não podem viver com a dúvida.

(Enrico Cardoso)
(Jornal do Empreendedor)
Colaboração: Carlos E. Della Justina

segunda-feira, 26 de maio de 2014

Valor da Vida

Não duvide do valor da vida, da paz, do amor, do prazer de viver, em fim, de tudo que faz a vida florescer. Mas duvide de tudo que a compromete. Duvide do controle que a miséria, ansiedade, egoísmo, intolerância e irritabilidade exercem sobre você.
Quando somos abandonados pelo mundo, a solidão é superável; quando somos abandonados por nós mesmos, a solidão é quase incurável.
Sábio é o ser humano que tem coragem de ir diante do espelho da sua alma para reconhecer seus erros e fracassos e utilizá-los para plantar as mais belas sementes no terreno de sua inteligência.
Ser livre é não ser escravo das culpas do passado nem das preocupações do amanhã. Ser livre é ter tempo para as coisas que se ama. É abraçar, se entregar, sonhar, recomeçar tudo de novo. É desenvolver a arte de pensar e proteger a emoção. Mas, acima de tudo, ser livre é ter um caso de amor com a própria existência e desvendar seus mistérios.
Se seus sonhos são pequenos, sua visão será pequena, suas metas serão limitadas, seus alvos serão diminutos, sua estrada será estreita, sua capacidade de suportar as tormentas será frágil. Os sonhos regam a existência com sentido.

(Augusto Cury)
Colaboração: Carlos E. Della Justina

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Quero Viver Um Grande Amor

Não sou de baladas, músicas eletrônicas e bebidas
Não tenho inúmeros amigos e nem chego em casa nos finais de semana durante o dia
Não cultivo gargalhadas por piadas de coisas sem sentido
Não sou dessa era moderna
Desse tempo insano de não sermos queridos
Desse desgastante tempo de não poder, de fato, um grande amor ter vivido
O meu nome é calmaria, é poesia, é ler bons livros
Meu nome é arte, é cumplicidade, é vontade de viver um grande amor um dia
E viver um grande amor pra mim, não é papel, não é aliança material
Viver um grande amor pra mim é compartilhar dele de igual pra igual
É poder expressar o que sinto e sentir que é recíproco
Não quero pensar nessas regras da sociedade
Não quero viver um amor por vaidade
E a todos poder mostrar
Não penso na minha casa e nem se quer em ter filhos
Isso vem com o tempo, se por acaso o tempo quiser nos preparar
Eu quero viver um grande amor
Apenas isso
Daqueles de deitar na grama
De fazer amor sem medo, sem receio com alguém que também me ama
Quero provocar-lhe suspiros verdadeiros
Não só com palavras, mas com um amor sorrateiro
Manso, carinhoso, amigo
Quero ter alguém pra poder dizer como foi meu dia
Um amor pra poder dedicar-lhe minhas poesias
Pra poder não voltar pra casa num chato dia
Quero viver um grande amor
De forma simples e suave
Quero expressar-lhe minhas vontades
E satisfazer qualquer uma dele
Quero sair pra conhecer lugares
Marcar meu nome na árvore
Pra ficar registrado que passamos por ali
Quero viver um grande amor
Pra sair dessa chata rotina
Dessa triste vida
De não se ter alguém
Quero viver um grande amor
Para amar-lhe o seus mistérios
Suas brigas, seus momentos sérios
Quero viver um grande amor
Para poder pôr em prática tanta coisa bonita que tenho aqui dentro
Quero falar-lhe bem baixinho daquilo que sinto 
Quero olhar-lhe de um jeito tímido
Compartilhar tantas e tantas brincadeiras
Quero viver um grande amor
Pra poder andar de mãos dadas
Sair pelas estradas, sem ter programado um destino
Quero viver um grande amor
Para dar-lhe carinho, enchê-lo de mimos
E, poder ficar feliz com tudo isso
Quero viver um grande amor
Que possa ser como uma história
Da realidade, da verdade em tempos difíceis
Quero viver um grande amor
Pra sentir a fidelidade, a reciprocidade de sermos mais que amigos
Quero viver um grande amor
Para levantar de manhã e ter um motivo
De sair cantando e de achar que tudo é lindo
Quero viver um grande amor
Até que a morte nos venha visitar
E pra não sentirmos dor alguma
Que juntos ela possa nos levar

(Juliana Sabbatini)
Colaboração: Carlos E. Della Justina

quinta-feira, 22 de maio de 2014

Meu Amigo, Minha Vida

Nada na vida é tão bom do que ter pessoas com quem se pode contar. Aquelas que sempre que a gente precisar, vão estar por perto e com certeza irão ter aquela palavrinha de conforto. Temos nossos pais é claro, mas existem outras pessoas que, não sei, parece ser mais fácil de compartilhar alguns assuntos, alguns momentos. Essas pessoas são o que muitos dizem ser a família que nos permitiram escolher, ou seja, os amigos.
São com eles que aprendemos grandes lições, conquistamos muitos caminhos, enfrentamos inúmeros desafios, criamos coragem, começamos etapas na nossa vida. São eles que estão por perto em determinados momentos onde ninguém mais poderia estar, a não ser eles.
Com os amigos, superamos barreiras, aprendemos a amar de uma forma diferente, de querer bem e estar bem. Amigos são pessoas maravilhosas que por mais que apareçam os problemas, lá estão eles conosco, junto, passando por cima de tudo.
É lógico que nem todos os amigos são assim, afinal de contas, existem amigos e amigos. Tem aqueles de determinadas horas, ocasiões, dias, épocas, enfim, existem vários tipos de amigos. Mas o que cito aqui é o amigo você.
Aquele com quem me sinto bem quando estou por perto, aquele que me passa segurança apesar de as vezes não parecer. Aquele que por mais que hajam brigas, sempre fica do lado quando precisa. Aquele que de alguma forma não dá pra esquecer de jeito nenhum. Aquele que esta junto nas horas mais importantes da minha vida. 
Aquele com quem, a cada dia que passa, aprendo mais e me sinto muito melhor. Aquele com quem quero estar para o resto de meus dias, mesmo que um dia eu vá para longe ou vice versa. Aquele que sempre que acontece algo de novo, quero que seja a primeira pessoa a saber.
Aquele que, por mais que eu viva mil anos, jamais sairá da minha mente e principalmente do meu coração. Aquele que eu gosto, que eu admiro, que eu confio, que eu ajudo quando precisa, que eu brigo quando a ou não motivos. 
Aquele de quem eu nunca, nunquinha, vou esquecer. Aquele que não importa a situação ou a hora em que me encontre, sabe que sempre vai poder contar comigo, para o que der e vier. Aquele que eu simplesmente amo pelo fato de já fazer parte da minha vida e por me fazer ter vontade de continuar a viver, por mais que a vida pra mim já não signifique nada em alguns instantes, pois com você, a vida tem sentido e como já diria Shakespeare, me faz ver que eu tenho sentido diante da vida.
 Um amigo assim não é todo mundo que tem. 
Deus te pôs no meu caminho e não foi por acaso. E agradeço sempre a Ele por isso, pela chance que me deu ao fazer com que você atravessasse meu destino, pois agora que você pisou nele, tenho certeza que tão logo não sairá e que ainda temos muito o que viver juntos. 
Amigo é como bichinho doente, ou cuidamos com carinho, ou perdemos para sempre.
Tenha certeza de uma coisa, seus melhores amigos são a sua família, trata-os como gostaria de ser tratado, e irá perceber o quanto te amam...

Autor desconheço
Colaboração: Carlos E. Della Justina

terça-feira, 20 de maio de 2014

Tente Aproveitar a Vida de um Jeito Diferente

Sempre vemos todo mundo em busca da felicidade, esperando bons sentimentos, mas o que será que é verdadeiramente feito para consegui-los? Quando esperamos por gentileza, será que diariamente somos gentis com os outros? Queremos estar perto de pessoas positivas e alegres, mas será que somos assim para os outros?
Deparamo-nos com tantas pessoas durante o dia que muitas vezes não percebemos o quanto podemos ser indiferentes com quem passa do nosso lado. É muito fácil querer que todo mundo nos alimente dos melhores sentimentos, achar que o relacionamento interpessoal pode mudar sem você fazer nada. O difícil é lembrar que tudo pode começar a partir de cada um, que você tem o poder de mudar as coisas positivamente.
Se achar que as pessoas do seu bairro não demonstram gentileza, comece a ser gentil insistentemente, certamente vai melhorar o dia de alguém que pode passar o sentimento como através de uma corrente. Se sentir falta de ouvir um bom dia lá do senhor da padaria, comece logo o dia distribuindo vários “bons dias” e veja o que acontece.
Entretanto as pessoas são bem diferentes e nem todas estão interessadas em absolver bons sentimentos, e se você encontrar um tipo desses siga em frente e não desista de aproveitar sua vida de um jeito diferente. Retribua todo o bem que já lhe foi feito, quem sabe continuando com essa corrente espalhamos mais felicidade e reduzimos os índices de mal humor pelo mundo.

Autor desconheço
Colaboração: Carlos E. Della Justina

sexta-feira, 16 de maio de 2014

A Vida é Muito para Ser Insignificante

Já perdoei erros quase imperdoáveis,
Tentei substituir pessoas insubstituíveis e esquecer pessoas inesquecíveis.
Já fiz coisas por impulso,
Já me decepcionei com pessoas quando nunca pensei me decepcionar, mas também já decepcionei alguém.
Já abracei pra proteger,
Já dei risada quando não podia,
Já fiz amigos eternos,
Já amei e fui amado, mas também já fui rejeitado,
Já fui amado e não soube amar.
Já gritei e pulei de tanta felicidade,
Já vivi de amor e fiz juras eternas, mas "quebrei a cara" muitas vezes!
Já chorei ouvindo música e vendo fotos,
Já liguei só pra escutar uma voz,
Já me apaixonei por um sorriso,
Já pensei que fosse morrer de tanta saudade e......tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo) Mas sobrevivi!
E ainda vivo!
Não passo pela vida...
e você também não deveria passar. Viva!
Bom mesmo é ir a luta com determinação,
Abraçar a vida e viver com paixão,
Perder com classe e vencer com ousadia,
Porque o mundo pertence a quem se atreve
e A VIDA É MUITO para ser insignificante.

(Charles Chaplin)
Colaboração: Carlos E. Della Justina

quinta-feira, 15 de maio de 2014

Tenha Paixão pela Vida e Viva com Entusiasmo

Entre tantos problemas e dificuldades que surgem no decorrer das nossas vidas, nos deparamos com duas situações, deixar que tudo isso seja absorvido de forma negativa arrasando sua vida ou ultrapassar, mesmo que seja com muito esforço e coragem.
Independente da situação a nossa forma de olhar para ela é que define como seremos atingidos, negativamente ou positivamente. Apesar de parecer muito difícil, encarar uma dificuldade de maneira positiva pode ser menos complexo do que imagina, na verdade se trata muito mais de vontade e treinamento do que simplesmente já ter nascido com tal sentimento.
Logicamente a primeira vez será muito mais complicada, os pensamentos negativos virão com muita frequência, mas devem ser sempre rebatidos com muita positividade. Com o passar do tempo, verá os benefícios do entusiasmo e o problema seguinte com certeza será resolvido com muito mais facilidade.
Tenha amor pela sua vida, não gaste nenhuma porção do seu tempo com maus sentimentos, deixe todos eles fora da sua vida e verá as maravilhas dos pensamentos positivos. Se apaixone pela sua vida e deixe-se viver com muito entusiasmo!

Autor desconhecido
Colaboração: Carlos E. Della Justina

terça-feira, 13 de maio de 2014

Os Verdadeiros Amigos São Anjos

Os verdadeiros amigos são anjos!
Descobri essa irrefutável verdade ao perceber o quanto são raras essas preciosidades que chegam de repente na vida da gente e se alojam devagarzinho em local especial e essencial da nossa existência.
No decorrer dos anos, encontramos vários tipos de anjos. Alguns são sonsos, vão se apoderando do nosso carinho como quem não quer nada, até que, quando percebemos, já lhes dedicamos nosso afeto integral...
Outros são mais atirados; já chegam mostrando claramente com seus olhos sinceros o quanto nossa amizade é importante para eles...
Alguns chegam necessitando de curativos nos ferimentos causados por amigos que não eram anjos...
Outros chegam para sarar nossos próprios ferimentos...
Alguns são leves e divertidos; nos mostram a alegria da vida...
Outros, não menos honestos, nos mostram a seriedade com que a vida deve ser enfrentada...
Alguns têm suas qualidades tão à mostra, que a um primeiro olhar já sabemos a que vieram...
Outros têm essas mesmas qualidades muito bem guardadas e precisamos ir desvendando-as aos poucos...
Alguns esbarram na gente numa esquina qualquer, sem avisar e nos dão carinhos reais, sorrisos reais, proteção real....
Outros chegam através da telinha de um micro, nos sorrindo de longe, sem rosto, sem forma, sem voz, mas são igualmente anjos... seus carinhos são telepáticos, mas conseguem nos perceber tristes ou alegres através da fria máquina e nos fazer sentir abraçada, acarinhada, querida...
Uns não são melhores nem piores que os outros; são apenas diferentes, com suas qualidades que devemos salientar, com seus defeitos que devemos enfrentar (pois quando gostamos, temos compromisso de ser fiéis até aos defeitos do nosso anjo).
O importante é tentarmos, ao longo das nossas vidas, termos sempre algum anjo com o qual possamos contar nas horas difíceis pra nos dar alento e nas horas alegres pra rir com a gente, rir da gente, da vida enfim...
O importante é termos anjos...
O importante é sermos anjos..

Autor desconheço
Colaboração: Carlos E. Della Justina

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Sonhos são para serem realizados!

Tudo que sonhamos, seja fácil ou difícil de alcançar, nunca deve ser colocado apenas como um fruto da nossa imaginação, muito menos como algo impossível. Certamente o nível de dificuldade e de empenho que deverá ser depositado irá variar, mas jamais permita que seus sonhos sejam esquecidos simplesmente por não tentar conquista-los.
Com tantos exemplos de superação e vitórias, como você pode achar que apenas os seus sonhos são impossíveis de realizar? A diferença pode estar na simples ação de levantar e realmente se movimentar para concretizar.
Se você ficar esperando que o mundo se organize para transformar o seu sonho em realidade, pode até acontecer, pois nunca se sabe, mas com certeza a espera pode ser eterna, com grandes chances de permanecer para sempre como lindos pensamentos. Mas ao tentar com todo seu empenho e força de vontade, as chances de um final feliz aumenta em infinitas quantidades.
Aprendemos que, por pior que seja um problema ou situação, sempre existe uma saída.
Aprendemos que é bobagem fugir das dificuldades. Mais cedo, ou mais tarde, será preciso tirar as pedras do caminho para conseguir avançar.
Aprendemos que perdemos tempo, nos preocupando com fatos que muitas vezes só existem na nossa mente.
Aprendemos que heróis não são aqueles que realizam obras notáveis, mas os que fizeram o que foi necessário e assumiram as consequências dos seus atos.
Aprendemos que amar, não significa transferir aos outros a responsabilidade de nos fazer felizes. Cabe a nós a tarefa de apostar nos nossos talentos e realizar os nossos sonhos.
Aprendemos que o que faz a diferença não é o que temos na nossa vida, e sim QUEM nós temos. 
Aprendemos que as pessoas mais queridas podem às vezes nos ferir. E talvez não nos amem tanto quanto nós gostaríamos, o que não significa que não amem muito, talvez seja o máximo que conseguem.
Aprendemos que o tempo é precioso e não volta atrás. Por isso, não vale a pena resgatar o passado. O que vale a pena é construir o futuro.

Autor desconhecido
Colaboração: Carlos E. Della Justina

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Simplesmente Uma Mulher Especial

Sem perceber a mulher traça seu caminho. Caminho este que se projeta através de suas dores e lutas, anseios e amores. Muitas vezes não é notada e nem valorizada. Inútil tentar decifrar essa mulher. Esse intenso universo de emoções, sensibilidade e força, está sempre rompendo barreiras para conquistar o espaço em defesa do seu filho.

Quando grávida, ela carrega, dentro de si, sua vida que tira tudo dela, deixando-a fraca e enjoada, pois, precisa de seu sangue para construir o próprio caminho. Os primeiros meses são difíceis, noites sem dormir, entre cólicas e manhas. Sua vaidade é ferida, acha que vai ficar feia, gorda. O brilho de seus olhos revela preocupações. Essa mulher que gera santos, bons e maus.
Mãe sempre defende, nunca vê defeitos, se a filha engravida, o culpado é o filho da outra, se bebe, se mata, alguém o colocou em maus caminhos, mas nunca assume o erro do filho. Alguns pedem sua benção, outros dizem para onde vão, outros batem a porta com força sem dizer quando voltam ou se voltarão. Por estes ela sofre, sente angústia, reza e chora.
Algum tempo depois, eles voltam. Rosto fechado, objetos atirados longe, xingam, chutam, deprimem…”Ele está nervoso””, justifica a mãe, “foi tão doentinho quando criança”. Não tem sorte na vida, mas tem um bom coração. “Os irmãos e o pai não tem paciência com ele”, quando está bom é um filho maravilhoso, e assim continua a mãe sempre defendendo seu filho, pois quer vê-lo feliz a qualquer preço.
Mãe não dorme, cochila em estado de alerta, enquanto seus filhos não chegam. Não comem senão as sobras, ou quando vai comer algo o filho aparece e pede. Mãe quando bate ou castiga, apanha junto, meio a meio. Quando o filho faz uma graça, faz questão de contar para os outros, pois o dela é sempre o mais inteligente, mais bonito, o que representa melhor.
Observe o olhar de uma mãe quando seu filho tem uma vitória, é tão contagiante que o seu semblante se modifica. Ameace um de seus filhos e estará enfrentando uma leoa feroz! Agora elogie e acaricie um deles e estará acariciando a própria mãe.
É impossível descrever o mistério materno. Mãe moça, bonita, feia, velha, mãe santa, até o dia em que consumida no silêncio e na dor, se vai para sempre! E este lugar, nunca será preenchido.

Autor:Desconhecido
Colaboração: Carlos E. Della Justina

quinta-feira, 8 de maio de 2014

Mãe, Gosto de você

Mãe, sua bondade e ternura falam-me de Deus-amor! Mãe, você me faz sentir a vida, a beleza das cores, a harmonia, o encanto e a doçura! 
Mãe, hoje quero dizer-lhe um segredo muito especial: eu a adoro! Eu sei também que, de seu coração, brota sempre um gesto novo de amor e carinho! Você é capaz de esquecer o sofrimento e a dor para me ver feliz! 
Hoje, quero fazer por você uma prece muito bonita e sincera: 
Meu Deus, abençoa esta criatura tão encantadora que me deu a vida. 
Abençoa esta mulher, amiga, minha mãe, hoje e sempre! 
Mãe, você é o maior bem que eu tenho neste mundo! Olhando o céu aberto, contemplo o grande tesouro de paz, sabedoria, paciência, bondade, ternura e acolhimento que permeia o seu ser. Você me faz crer, minha mãe, que esta vida vale a pena ser vivida, quando entregue por amor! 
Às vezes, quando a vida começa a ficar mais difícil, pensando em você, mãe, surge uma nova esperança e meu olhar começa a brilhar. 
Você sempre espera de braços abertos o filho e a filha que precisam mais uma vez do seu aconchego, de sua compreensão e carinho, como se fosse a primeira vez. Mãe! Presente de Deus para minha vida! 
Mãe, recebe hoje meu abraço e todo o meu carinho! E, agora, gostaria que o meu agradecimento soasse mais forte do que todos os dias, porque hoje, mãe, é o seu dia!

Autor Desconhecido
Colaboração: Carlos E. Della Justina