Paginas

quinta-feira, 28 de março de 2013

Oração De Páscoa


Páscoa significa renascimento, renascer. Desejo que neste dia, em que nós cristãos, comemoremos o seu renascimento para a vida eterna, possamos renascer também em nossos corações. Que neste momento tão especial de reflexão possamos lembrar daqueles que estão aflitos e sem esperanças. Possamos fazer uma prece por aqueles que já não o fazem mais, porque perderam a fé em um novo recomeçar, pois esqueceram que a vida e um eterno ressurgir. 
Não nos deixe esquecer que mesmo nos momentos mais difíceis do nosso caminho, tu estas conosco em nossos corações, porque mesmo que já tenhamos esquecido de ti, você jamais o faz. Pois, padeceste o martírio da cruz em nome do Pai e pela humanidade, que muitas e muitas vezes esquece disso. Esquecem de ti e do teu sacrifício Quando agridem seu irmão, Quando ignoram aqueles que passam fome, Quando ignoram os que sofrem a dor da perda e da separação, Quando usam a força do poder para dominar e maltratar o próximo, Quando não lembram que uma palavra de carinho, um sorriso, um afago, um gesto podem fazer o mundo melhor. 
Jesus... Conceda-me a graça de ser menos egoísta, e mais solidário para com aqueles que precisam. Que jamais esqueça de ti e de que sempre estarás comigo não importa quão difícil seja meu caminhar. Obrigado Senhor, Pelo muito que tenho e pelo pouco que possa vir a ter. Por minha vida e por minha alma imortal. 
Obrigado Senhor! Amém. Feliz Páscoa!

Autor desconhecido
Colaboração: Carlos E. Della Justina

terça-feira, 26 de março de 2013

Amigo Só Até A Hora Do Perigo?


Dois amigos estão passeando no mato. Cansados, assentam-se debaixo de uma árvore e abrem o seu lanche. De repente aponta 
um urso à certa distância, com cara de fome.
Um deles, mais ágil, sobe na árvore, enquanto o outro fica sem saber o que fazer. Deita-se no chão e finge de morto. Segura a respiração. Chega o urso faminto, começa a cheirar a região do ouvido e farejar o rosto do rapaz. Este continua imóvel, retendo até a respiração. Como os ursos só devoram a vítima quando viva, julga-o morto e vai embora. 
Passado o perigo, o tal “amigo da onça” desce da árvore e pergunta gracejando ao companheiro:
- O que o urso segredou para você no ouvido? Ele disse alguma coisa?
Refazendo-se do susto, mas com a maior presença de espírito, responde:
- Ele me disse que “a gente conhece o verdadeiro amigo, na hora do perigo”.

Lição para a vida: O amigo fiel é um refúgio seguro. Quem o encontrou, achou um tesouro (Ecli 6,14)

Colaboração: Carlos E. Della Justina

segunda-feira, 25 de março de 2013

A Trilha Do Bezerro


Um dia, um bezerro precisou atravessar a floresta virgem para voltar ao seu pasto. Sendo um animal irracional, abriu uma trilha tortuosa, cheia de curvas, subindo e descendo colinas. No dia seguinte, um cão que passava por ali usou essa trilha para atravessar a floresta. Depois foi a vez de um carneiro, líder de um rebanho, que fez seus companheiros seguirem pela trilha torta. Mais tarde, os homens começaram a usar esse caminho: entravam e saiam, viravam à esquerda e à direita, abaixando-se, desviando-se de obstáculos, reclamando e praguejando, até com razão, de caminhos tão mal traçados. Mas não fizeram nada para mudar a trilha.Esta acabou virando uma estradinha onde os pobres animais se esfalfavam sob pesadas cargas, sendo obrigados a percorrer em três horas uma distância que poderia ser vencida em uma, se a trilha não tivesse sido aberta por um bezerro. 
Muitos anos se passaram. A estradinha tornou-se o principal acesso de um vilarejo, que depois se tornou uma cidade. Parte desse trajeto do bezerro se transformou numa avenida. Por ela passaram a transitar diariamente milhares de pessoas, seguindo a antiga trilha do bezerro, aberta por instinto.

Lição: Nós temos a tendência de seguir os costumes de nossos antepassados. Muitas vezes são bons, mas podem ficar melhores se forem atualizados. Apenas um exemplo: A Igreja reformulou a lei do jejum e abstinência. Mas alguns dizem: Eu prefiro fazer como minha vovó fazia. Portanto, não fiquemos parados. Abramos novas trilhas. Para melhorar e não para piorar. 

Fonte: www.comdeus.org.br
Colaboração: Carlos E. Della Justina

sexta-feira, 22 de março de 2013

O Julgamento Do Inocente


Conta um antiga lenda que um homem muito virtuoso foi acusado injustamente de haver assassinado uma mulher por motivos passionais. Na verdade o autor do crime era uma pessoa muito influente no reino e por isso tentaram encobrir o culpado. O suspeito foi levado a juízo, sabendo que tinha pouca chance de escapar. Mas o juiz tendencioso e fingido, lhe disse:
- Conhecendo tua fama de homem justo e devoto do Senhor, vamos entregar para ele o teu destino. Vamos escrever em dois papeis separados as palavras ’culpado’ e ’inocente’. Tu escolherás e será a mão de Deus que vai decidir teu destino".
 Mancomunado com os culpados, o funcionário havia preparado dois papeis com a mesma legenda: culpado. Era uma armadilha. Não havia escapatória. O juiz mandou o réu tomar um dos papéis dobrados. Este respirou profundamente, ficou em silencio alguns segundos com os olhos cerrados, e quando a sala começava a impacientar-se, abriu os olhos e com um estranho sorriso, tomou um dos papéis e o engoliu rapidamente. Surpreendidos e indignados, os presentes o censuraram.. e agora...?, como vamos saber o veredicto...?"
- É muito simples, respondeu o homem... basta ler o papel que sobra e saberemos o que dizia o papel que engoli como sentença. Quem se habilita?".
Tiveram que liberar o acusado e nunca mais voltaram a molestá-lo...

 Lição: Por mais difícil que nos pareça uma situação, nunca deixemos de buscar uma saída: "O que é impossível para o ser humano, é possível para Deus".

Colaboração: Carlos E. Della Justina

quinta-feira, 21 de março de 2013

Temos Valor Perante Deus


Conta-se que havia um homem muito perverso que andava pelo mundo praticando as maldades mais cruéis que podemos imaginar. Pensava que ninguém o queria e ninguém se interessava por ele. Por isso desejava, inclusive tirar a própria vida.
Um dia, indo ao sanitário público, preveniu-se com algumas folhas da Bíblia que achou no chão. Seus olhos se chocaram com o texto onde o Senhor dizia ao seu povo pela boca do profeta “És valioso aos meus olhos. Foste tatuado na palma de minhas mãos”.
A leitura destas palavras tinha para ele, o sabor do manjar dos anjos. Uma alegria imensa inundou seu coração e daquela data em diante mudou radicalmente de vida. 

Lição: Muitas pessoas, como este homem, andam pelo mundo praticando maldades porque não descobriram o valor que têm. Mas se descobrirem quão valiosos são ante os olhos de Deus, sua vida mudará por completo. Também você é um ser muito valioso aos olhos de Deus.  

(Do livro: O amor é a única alternativa)
Colaboração: Carlos E. Della Justina

terça-feira, 19 de março de 2013

O Mestre E O Aprendiz


Para encorajar o progresso do filho no piano, a mãe levou-o a um concerto de Paderewski. Enquanto aguardavam o início do concerto. A mãe do aprendiz saiu um pouco para cumprimentar uma amiga. Ao voltar, também o menino havia saído. Onde fora? Preocupada aguardou um pouco.
Nisto abre-se o pano do palco. Onde estava o filho? No palco, assentado junto ao piano, procurando inocentemente as notas do “Cai, cai, balão nesta noite de São João”. Que menino ousado, pensou a mãe surpresa.
 Naquele momento, o grande mestre fez sua entrada. Dirigiu-se logo para o piano e sussurrou ao ouvido do menino: “Não pare, continue a tocar”. Inclinado sobre o piano, Paderewski estendeu a mão esquerda e começou a improvisar o acompanhamento para a melodia que o rapazinho tentava tocar, embora fora da programação.
A seguir colocou a mão direita em volta do menino e serviu-se dela para acrescentar uma bela melodia. Juntos, o velho mestre e o jovem aprendiz, transformaram aquele embaraço numa experiência maravilhosamente criativa. O público ficou extasiado!

Lição: O mesmo acontece entre Deus e nós. O que fazemos unicamente com nosso esforço, não sai uma música bela e harmoniosa. Mas com as mãos do Mestre, nossos atos ganham beleza e harmonia insuperáveis. “Sem mim nada podeis fazer”. É ele que capacita os que ele chama...

Autor desconhecido
Colaboração: Carlos E. Della Justina

segunda-feira, 18 de março de 2013

Greve Contra O Estômago


Certa vez alguns membros do corpo resolveram rebelar-se contra o estômago porque não fazia nada enquanto eles se matavam para sustentá-lo.
As mãos porque trabalhavam o dia inteiro capinando, serrando, cozinhando e ele ficava sentado só recebendo a comida conseguida com o suor do rosto.
Os pés, porque andavam o dia inteiro e ele parado e pesado para a gente carregar.
A boca, mastigava e mastigava para ele sumir com ela nem sabia para onde...
O cérebro porque ficava pensando o dia inteiro, onde mandar buscar comida para esse glutão.  Vamos todos parar de trabalhar para esse estomago preguiçoso- assim combinaram todos.
As mãos pararam de carregar coisas. Os pés, de buscar. A boca, de mastigar e engolir. O cérebro, de matutar.
Logo se notou a diferença. Passado algum tempo as mãos nada seguravam; os pés ficaram trôpegos; a boca não se abria; o corpo inteiro foi definhando.
-Eu acho que nos enganamos. O que fazíamos, talvez isoladamente, ele reaproveitava tudo para o bem de todos. O jeito é pedir desculpas e voltar ao trabalho de cada um. Assim fizeram e tudo foi voltando como era.

Lição: É evidente. Ninguém deve trabalha isoladamente ou só para si, mas para a comunidade. Cada comunidade precisa ter o seu coordenador. O bom coordenador não trabalha por dez, mas faz os dez trabalharem.

Autor desconhecido
Colaboração: Carlos E. Della Justina

sexta-feira, 15 de março de 2013

O Sábio Conselheiro Do Rei


Existiu um rei que tinha como seu conselheiro, um homem muito sábio. Para qualquer problema que surgisse, o sábio tinha uma solução. Até que um dia o velho sábio caiu enfermo para não mais se levantar. E agora! A quem recorrer nos momentos difíceis? E desabafava-se com seu conselheiro:
- Meu velho amigo, a quem vou recorrer quando não mais existires? Alem da saudade que vou sentir, quem resolverá meus problemas?
Ao ver seu desespero, o sábio revelou-lhe o segredo que abria um compartimento secreto, onde estaria a solução. Mas recomendou que só abrisse quando tivesse um problema impossível de resolver.
O sábio morreu e passaram vários anos. O rei viu-se muitas vezes cercado de problemas e tentado a abrir o compartimento secreto para resolvê-los mais depressa. Mas vencia a tentação, porque a advertência do saudoso sábio vinha sempre na lembrança: “Só abrir quando tiveres um problema que pensas não ter solução!”
Um dia chegou esse momento inexorável em que não havia outra solução diante de um problema, a não ser recorrendo ao segredo . Com mãos trêmulas quebrou o selo e abriu o compartimento secreto. Dentro havia apenas um papelzinho onde se lia: “Também este vai passar. Reze e lute”.

Lição: Facilitamos demais nos perigos do corpo e da alma. Soluções fáceis nos tornam acomodados. Deus ajuda a quem madruga, mas não a quem se espreguiça. 

- Jorge E. Chan, de Panamá
Colaboração: Carlos E. Della Justina

quinta-feira, 14 de março de 2013

Procurando Deus


Era uma vez um menino que queria conhecer Deus. Pensava que seria uma longa viagem para chegar onde Deus morava. Encheu a sacola com pãezinhos, pegou sua caixa de brinquedos e saiu. Apenas percorrera três quadras, quando viu uma velhinha sentada no parque, observando as pombas. 
O menino se assentou ao lado e abriu seu embrulho. Estava a ponto de pegar seu brinquedo, quando se lembrou que a velhinha tinha fome e ofereceu-lhe um pãozinho. Agradecida, aceitou e sorriu.. 
O menino estava encantado! Ambos ficaram sentados longo tempo, comendo e sorrindo, mas não  trocaram uma só palavra. 
Ao escurecer o menino se levantou para ir embora. Deu a volta e deu um abraço na velhinha. Ela retribuiu com um sorriso como nunca antes tinha sorrido. 
O menino voltou para sua casa todo feliz. 
Sua mãe, surpreendida pelo semblante irradiante que tinha seu filho, perguntou:
- "O que você fez hoje, que voltou tão feliz?"
- "Hoje comi com Deus. Ele tem o sorriso mais belo que já vi!".
Entrementes, a velhinha, também voltou para sua casa, radiante de felicidade. Seu neto ficou surpreso pela paz que irradiava do seu rosto: - "Vovó, o que fez hoje, que a fez tão feliz?".
- "Comí paezinhos no jardim, com Deus.  E sabe de uma coisa? Ele é mais jovem do que eu esperava".

Lição: Deus está presente em cada um de nós, como nos ensina esta linda historia.

Autor desconhecido
Colaboração: Carlos E. Della Justina

terça-feira, 12 de março de 2013

Vinte Anos De Cegueira Por Amor


Há muito tempo atrás, um casal de idosos que não tinham filhos, morava em uma casinha humilde de madeira. Eram felizes. Até que um dia... Aconteceu um acidente com a esposa. Ela estava trabalhando em casa, quando começa a pegar fogo na cozinha e as chamas atingem todo o seu corpo. O esposo acorda assustado com os gritos e vai à sua procura. Vendo-a coberta pelas chamas, imediatamente tenta ajudá-la. O fogo também atinge seus braços e, mesmo em chamas, consegue apagar o fogo. 
Sobrou pouco da casa. Quando chegaram os bombeiros já não havia muito da casa quase  toda destruída. Levaram rapidamente o casal para o hospital mais próximo, onde foram internados em estado grave. 
Passado algum tempo e recuperados milagrosamente, voltaram para uma nova casa, onde ela fazia tudo para o seu querido esposo, embora com o corpo horrivelmente deformado e dolorido pelos efeitos do fogo.
O esposo, agradecido por tanto amor, afeto e carinho,  todos os dias dizia-lhe: Como eu te amo. Você é linda demais. Você é e será sempre, a mulher da minha vida! 
E assim viveram mais 20 anos até que a esposa veio a falecer. No dia de seu enterro, quando todos se despediam da bondosa senhora, veio o marido com os olhos em lágrimas, sem seus óculos escuros
e com sua bengala nas mãos. Chegou perto do caixão, beijou o rosto acariciando sua amada, e disse em um tom apaixonante:
-Como você é linda, meu amor, eu te amo muito.
Ouvindo e vendo aquela cena um amigo que estava ao seu lado, perguntou se o que tinha acontecido era milagre. Pois parecia que o velhinho, cego há muitos anos, estava enxergando sua esposa.
 O velhinho olhando nos olhos do amigo, falou com as lágrimas rolando quentes pela face:
 -Nunca estive cego, apenas fingia.
- Por que isso?
- Quando  minha esposa toda queimada e deformada, achou que seria duro para mim, vê-la sempre naquela situação. Ela não queria que eu sofresse por causa do seu sofrimento. Por isso me fiz de cego durante todos esses vinte anos! Foram os vinte anos mais felizes de minha vida.
 Emocionou a todos que ali estavam presentes.

 Lição:Na vida temos de provar que amamos! Muitas vezes de uma forma difícil ... E, para sermos felizes, temos de fechar os olhos para muitas coisas, mas o importante é que se faça unicamente com AMOR! 

Autor desconhecido
Colaborador: Carlos E. Della Justina

segunda-feira, 11 de março de 2013

Dar Com Alegria


Quando eu era adolescente, em certa ocasião estava com meu pai na fila para comprar entradas para o circo. Só havia uma família em nossa frente. Eram oito meninos, com seus pais,  todos provavelmente menores de doze anos. Via-se que não tinham muito dinheiro. Muito educados, roupa simples mas limpa.
O pai e a mãe estavam na frente, de pé, bem faceiros.
O bilheteiro perguntou  ao pai quantas  entradas quería.
- Por favor, oito entradas para menores e duas para adultos.
- Quanto?
- O bilheteiro respondeu: Tanto....
Como dizer aos filhos que não tinha todo esse dinheiro? Voltar para casa? Que frustração para eles!
Vendo o que estava acontecendo, papai pôs a mão  no bolso, pegou uma nota de vinte dólares e deixou cair no chão. Depois se abaixou, recolheu a nota, bateu nos ombros do homem dizendo:
- Desculpe, isto caiu do seu bolso.
O homem compreendeu tudo. Não havia pedido esmola, mas agradeceu a ajuda nessa situação desesperada.
 - Obrigado, meu senhor. Isto significa realmente muito para minha família e  para mim.
 Era o que papai possuía naquele momento. Pegamos o carro e fomos para  casa. Não fomos ao circo, mas voltamos com o coração cheio de alegria.

Fernando Cuellar
Colaboração: Carlos E. Della Justina

sexta-feira, 8 de março de 2013

Feliz Dia Internacional Da Mulher


Mulher...

Que traz beleza e luz aos dias mais difíceis
Que divide sua alma em duas
Para carregar tamanha sensibilidade e força
Que ganha o mundo com sua coragem
Que traz paixão no olhar
Mulher,
Que luta pelos seus ideais,
Que dá a vida pela sua família
Mulher
Que ama incondicionalmente
Que se arruma, se perfuma
Que vence o cansaço
Mulher,
Que chora e que ri
Mulher que sonha...

Tantas Mulheres, belezas únicas, vivas,
Cheias de mistérios e encanto!
Mulheres que deveriam ser lembradas,
amadas, admiradas todos os dias...

Para você, Mulher tão especial...

Feliz Dia Internacional da Mulher!

Autor desconhecido
Colaboração: Carlos E. Della Justina

quinta-feira, 7 de março de 2013

Boa Sorte Ou Má Sorte?


Era uma vez um velho lavrador que tinha um cavalo velho, seu apoio. Um dia o cavalo escapou e fugiu para as montanhas. Quando os vizinhos do lavrador lhe disseram que era sinal de má sorte perder o cavalo, ele replicou:
- Boa sorte, má sorte quem o sabe?
Uma semana depois o cavalo voltou trazendo consigo uma tropa de cavalos selvagens. Então os vizinhos felicitaram o lavrador pela sua boa sorte, e ele respondeu:
- Boa sorte, má sorte? Quem o sabe?
Quando o filho do lavrador tentou domar um daqueles cavalos selvagens, caiu e quebrou uma perna. Todo o mundo considerou isso uma desgraça. Não assim o lavrador que se limitou a dizer:
- Boa sorte, má sorte quem o sabe?
Algumas semanas mais tarde, o exercito entrou no povoado e foram recrutados todos os jovens que se achavam em boas condições. Quando viram o filho do lavrador com a perna quebrada, deixaram-no tranqüilo.
- Boa sorte, má sorte quem o sabe?

Lição: Tudo o que parece um contratempo à primeira vista, pode ser um disfarce do bem. O que parece bom à primeira vista, pode ser danoso realmente. Assim pois, a postura sábia é deixar Deus decidir o que é boa e má sorte e agradecer para que tudo se converta em bem para os que o amam.

Do livro "o amor é a única alternativa"
Colaboração: Carlos E. Della Justina

terça-feira, 5 de março de 2013

Macaquinho Caridoso


Um macaquinho estava brincando numa árvore, plantada junto à margem do rio. De repente, ao baixar os olhos, viu que um peixe saltava de vez em quando para fora d’água. Deve estar doente. Vou cuidar dele, pensou o macaquinho caridoso, mas inexperiente. Desceu da árvore com a velocidade de um raio e colocou-se quieto numa pedra. Quando o peixe saltou, pegou-o depressa e o trouxe para a margem. O peixe protestava dizendo:
- És um criminoso e um sádico. Que mal eu fiz para me deixares morrer assim?
O macaquinho respondeu:
- “És um ingrato. Não percebes que estou te livrando de morrer afogado?

Lição: Como este macaco, muitas vezes pensamos estar fazendo o bem, mas no fundo estamos prejudicando. Pensemos num dependente químico a quem você deu um dinheiro. Fez uma obra de caridade, mas com toda a certeza, pelo visual do infeliz, apenas alimentou seu vício.

Autor desconhecido
Colaboração: Carlos E. Della Justina

segunda-feira, 4 de março de 2013

Os Pontos Negros


Certo dia, um professor chegou à sala de aula e disse aos alunos para se prepararem para uma prova – relâmpago. Todos aguardando assustados o teste que viria. O professor foi entregando, então, a folha da prova com a parte do texto virada para baixo, como era seu costume. Depois que todos receberam, pediu que desvirassem a folha.
 Para surpresa de todos, não havia uma só pergunta ou texto, apenas um ponto negro, no meio da folha. O professor, analisando a expressão de surpresa que todos faziam, disse o seguinte:
- Agora, vocês vão escrever um texto sobre o que estão vendo. 
Todos os alunos, confusos, começaram a difícil e inexplicável tarefa. 
 Terminado o prazo, o mestre recolheu as folhas, colocou-se na frente da turma e começou a ler as redações em voz alta. Todas, sem exceção, definiram o ponto negro, tentando dar explicações por sua presença no centro da folha. Terminada a leitura, com a sala em silêncio, o professor começou a explicar: 
- Esse teste não será para nota, apenas serve de lição para todos nós. Ninguém na sala falou sobre a folha em branco. Todos centralizaram suas atenções no ponto negro. Assim acontece em nossas vidas. Temos uma folha em branco inteira para observar e aproveitar, mas sempre nos centralizamos nos pontos negros.
A vida é um presente de Deus, dado a cada um de nós, com extremo carinho e cuidado. Temos motivos para comemorar sempre: a natureza que se renova, os amigos que se fazem presentes, o emprego que nos dá o sustento, os milagres que diariamente presenciamos.
No entanto, insistimos em olhar apenas para o ponto negro: o problema de saúde que nos preocupa, a falta de dinheiro, o relacionamento difícil com um familiar, a decepção com um amigo.  Faça diferente: Tire os olhos dos pontos negros de sua vida. Aproveite cada bênção, cada momento que Deus lhe dá. O ponto negro que há em sua vida, é infinitamente menor que as graças e as bênçãos de Deus.

Autor desconhecido
Colaboração: Carlos E. Della Justina

sexta-feira, 1 de março de 2013

O Girassol


O girassol é uma flor que gira sempre à procura do sol. É por isso que é chamada popularmente girassol. Quando uma pequena e frágil semente dessa flor brota no meio de outras plantas, procura imediatamente a luz solar. É como se soubesse, instintivamente, que a claridade e o calor do sol lhe farão possível a vida. O que lhe sucederia se a colocássemos num lugar bem fechado e escuro? Seguramente, em pouco tempo morreria.
Tal e qual o girassol, nosso corpo físico também necessita da luz e do calor solar, da chuva e da brisa, para nos mantermos vivos.
O espírito precisa igualmente da luz divina para manter acesa a chama da esperança. Precisa do calor do afeto, da brisa da amizade, da chuva das bênçãos de Deus.

Lição: É preciso imitar o girassol. Que busquemos sempre a luz, mesmo quando as trevas teimam em rodear-nos. 

Enviou: Dolores Venegas
Colaborador: Carlos E. Della Justina