Paginas

segunda-feira, 30 de abril de 2012

A Benção do Trabalho


O trabalho é uma lei natural. Da mesma forma que a alimentação e o sono, ele é imprescindível para uma vida equilibrada e saudável. A necessidade de laborar constitui um precioso auxiliar do progresso. Ao movimentar seu corpo e sua inteligência para atingir um objetivo, o homem aprimora-se. No setor profissional a criatura vê-se obrigada a certas disciplinas que depois carreia para os demais setores de seu viver. Em sua profissão, a pessoa precisa observar horários, ser gentil e cordata, acatar determinações dos superiores. Essa disciplina, com o tempo, burila os aspectos mais ásperos da personalidade. A obediência gradualmente vai reduzindo o âmbito de atuação da vaidade e do orgulho. A pontualidade torna-se um saudável hábito, que evidencia respeito pelos semelhantes. A gentileza, a princípio forçada, lentamente torna-se um modo de ser. A inteligência, ao concentrar-se na solução de específicos problemas, ganha novo brilho e expande-se. Assim, sob os aspectos intelectual e moral, o trabalho é uma bênção. Mesmo quem possui fortuna, necessita trabalhar como um imperativo de equilíbrio. É que o desempenho de um ofício dá ao homem a possibilidade de ser um elemento útil na sociedade. Essa sensação de utilidade faz bem ao ser humano, permitindo-lhe vislumbrar uma finalidade maior em sua existência. Contudo, muitas pessoas consideram o trabalho como se fosse um castigo. O final de semana é aguardado como uma libertação, ao passo que a segunda-feira é amplamente lastimada. Grande contingente de homens deseja aposentar-se o mais cedo possível. Eles não se preocupam se com isso se tornarão pesados para a sociedade, por inúmeras décadas. No anseio de livrar-se do dever de trabalhar, contam em anos, meses e dias o tempo que falta para sua aposentadoria. Tal modo de pensar e sentir evidencia uma percepção equivocada do viver. A vida não possui como objetivo o descanso. Descansar de forma periódica e temporária é necessário para a restauração das forças. Mas a finalidade da vida é o aperfeiçoamento contínuo, proporcionado pela utilização dos próprios talentos na construção de um mundo melhor. Ao tornar-se inativo, todo organismo vivo tende para a decrepitude. O movimento e a atividade garantem a manutenção do vigor. O problema é que muitos se equivocam na escolha de suas atividades. A ganância freqüentemente faz com que a profissão seja escolhida mais pela boa remuneração que proporciona do que pela vocação. Ocorre que desempenhar voluntariamente uma atividade de que não se gosta, podendo-se optar por outra, constitui um enorme peso colocado sob os próprios ombros. O trabalho não se destina somente a garantir a sobrevivência. Ele também deve proporcionar satisfação íntima. É o que se dá quando alguém sabe que faz bem algo de que gosta e que possui utilidade para os outros. Mas mesmo quando não se ama a profissão exercida, é possível desempenhá-la com competência e boa vontade. Basta que o profissional sinta que está fazendo sua parte na construção de um mundo melhor. Que ele vislumbre a importância do que faz para a harmonia do meio social em que se insere. Assim, ame o seu trabalho. Considere-o uma bênção que o auxilia a ser melhor a cada dia.

Autor desconhecido
Colaboração: Carlos E. Della Justina

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Reverência ao Destino…


Falar é completamente fácil, quando se tem palavras em mente que expressem sua opinião.
Difícil é expressar por atitudes e gestos o que realmente queremos dizer, o quanto queremos dizer, antes que a pessoa se vá.
Fácil é julgar pessoas que estão sendo expostas pelas circunstâncias.
Difícil é encontrar e refletir sobre os seus erros, ou tentar fazer diferente algo que já fez muito errado.
Fácil é ser colega, fazer companhia a alguém, dizer o que ele deseja ouvir.
Difícil é ser amigo para todas as horas e dizer sempre a verdade quando for preciso. E com confiança no que diz.
Fácil é analisar a situação alheia e poder aconselhar sobre esta situação.
Difícil é vivenciar esta situação e saber o que fazer. Ou ter coragem pra fazer.
Fácil é demostrar raiva e impaciência quando algo o deixa irritado.
Difícil é expressar o seu amor a alguém que realmente te conhece, te respeita e te entende. E é assim que perdemos pessoas especiais.
Fácil é mentir aos quatro ventos o que tentamos camuflar.
Difícil é mentir para o nosso coração.
Fácil é ver o que queremos enxergar.
Difícil é saber que nos iludimos com o que achávamos ter visto. Admitir que nos deixamos levar, mais uma vez, isso é difícil.
Fácil é dizer ” oi ” ou ” como vai ? ”
Difícil é dizer “adeus”. Principalmente quando somos culpados pela partida de alguém de nossas vidas…
Fácil é abraçar, apertar as mãos, beijar de olhos fechados.
Difícil é sentir a energia que é transmitida. Aquela que toma conta do corpo, como uma corrente elétrica, quando tocamos a pessoa certa.
Fácil é querer ser amado.
Difícil é amar completamente só. Amar de verdade, sem ter medo de viver, sem ter medo do depois. Amar e se entregar. E aprender a dar valor somente a quem te ama.
Fácil é ouvir a música que toca.
Difícil é ouvir a sua consciência. Acenando o tempo todo, mostrando nossas escolhas erradas.
Fácil é ditar regras.
Difícil é seguí-las. Ter a noção exata de nossas próprias vidas, ao invés de ter noção das vidas dos outros.
Fácil é perguntar o que se deseja saber.
Difícil é estar preparado para escutar esta resposta. Ou querer entender a resposta.
Fácil é chorar ou sorrir quando der vontade.
Difícil é sorrir com vontade de chorar ou chorar de rir, de alegria.
Fácil é dar um beijo.
Difícil é entregar a alma. Sinceramente, por inteiro.
Fácil é sair com várias pessoas ao longo da vida.
Difícil é entender que somente uma vai te aceitar como você é e te fazer feliz por inteiro.
Fácil é ocupar um lugar na caderneta telefônica.
Difícil é ocupar o coração de alguém. Saber que se é realmente amado.
Fácil é sonhar todas as noites.
Difícil é lutar por um sonho.
Eterno, é tudo aquilo que dura uma fração de segundo, mas com tamanha intensidade, que se petrifica, e nenhuma força jamais o resgata.


Por Liza em 12 de agosto de 2011
Colaboração: Carlos E. Della Justina

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Os Gansos Voando Em "V"


OS GANSOS VOANDO EM "V"

 Quando
 você
Vê gansos
Voando em "V",
Pode ficar curioso
Quanto às razões pelas
Quais eles escolhem voar
Desta forma. A seguir, algumas
Descobertas feitas por cientistas.

 1° fato: À medida em que cada ave bate suas asas ela cria uma sustentação para a ave seguinte,     Voando em forma de "V".O grupo inteiro consegue voar pelo menos 71% a mais do que se cada ave voasse isoladamente.

Verdade: Pessoas que compartilham uma direção e um senso de equipe, chegam ao seu destino mais depressa e facilmente, porque elas se apoiam na confiança uma das outras.

2° fato: Sempre que um ganso sai da formação, ele repentinamente sente a resistência e o arrasto de tentar voar só e, de imediato, retorna à formação para tirar vantagem do poder de sustentação da ave à sua frente.

Verdade: Existe força, poder e segurança em grupo quando se viaja na mesma direção com pessoas que compartilham um objetivo comum.

3° Fato: Quando o ganso líder se cansa, ele reveza, indo para a traseira do "V", enquanto outro assume a ponta.

Verdade: É vantajoso o revezamento quando se necessita fazer um trabalho árduo.

 4° fato: Os gansos detrás grasnam para encorajar os da frente a manterem o ritmo e a velocidade.

Verdade: Todos necessitam ser reforçados com apoio ativo e encorajamento  dos companheiros.

 5° Fato: Quando um ganso adoece ou se fere e deixa o grupo, dois outros saem da formação e o seguem para ajudar e protegê-lo, o acompanham até a solução do problema e, então, reiniciam a jornada os três. Juntam-se a outra formação até encontrar o seu grupo original.

Verdade: A solidariedade nas dificuldades é imprescindível em qualquer situação. E para o bem do grupo, é fundamental ser um ganso voando em "V".
  
VAMOS PROCURAR NOS LEMBRAR MAIS FREQUENTEMENTE DE DAR UNS GRASNADOS DE ENCORAJAMENTO UNS AOS OUTROS, COM AMIZADE E FRATERNIDADE

Autor desconhecido
Colaboração: Carlos E. Della Justina

terça-feira, 24 de abril de 2012

Sempre Muito Bom Mudar...


O bom de toda mudança é que ela traz consigo vida e competência 
A vida está pedindo para você mudar, sabia? Isso não é mais novidade! 
E quando a vida pede, não adiante resistir! 
Você tem que ir em frente e visualizar o que é necessário mudar. Tente pelo menos... 
Tente mudar mesmo contra aquela sua resistência chata! 
Pense na mudança ocorrida! 
Pense como a sua vida será melhor. 
Anime-se olhando para trás e observando as fases de sua vida, as suas conquistas... Ah, como você mudou! Por dentro e por fora! 
O bom de toda mudança é que ela traz consigo vida e competência. 
Você admite que ficou mais competente ao longo de sua vida? Sim. 
E como você ficou competente quando optou por ter convicções fortalecedoras! Por mais desconfortável que seja a mudança, vale a pena se esforçar. 
Vale a pena estar sempre disposto, aberto.... Porque a vida é assim sempre: dinâmica, diferente a cada dia, cheia de surpresas, cheia de oportunidades. 
Mantenha-se: livre, aberto e disposto a jogar fora gradualmente as velhas e antigas amarras, as antigas idéias, antigos conceitos. 
As mudanças  já estão ocorrendo em sua vida. Queira ou não! Sabe onde começam as maiores dificuldades? No apego! Quanto mais apego, maior será o desafio. 
Por isso, encare toda mudança que precisar fazer em sua vida como um degrau para revelações maiores e mais maravilhosas, que estão guardadas pra você! 
Deixe o velho! Prefira o novo! Mude enquanto você tem força e poder! Mude pela dor ou mude pelo amor! Ou então saiba que alguém ou alguma situação poderá pilotar o seu processo de mudança e de transformação. 
Vamos! Coragem! Você pode! Você é capaz até de se superar, certo? Mude já! Mude agora! Mude depressa! Por você! E por Ele também! Sabe de Quem estou falando. 
Bom Dia! Bom Divertimento! Fique com Deus!Pare de querer acrescentar dias à sua vida. Acrescente vida a seus dias.

Luiz Carlos Mazzini
Colaboração: Carlos E. Della Justina

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Aproveite Seu Tempo


Imagine que você tenha uma conta corrente e cada manhã você acorde com um saldo de R$ 86.400,00, mas não é permitido transferir o saldo do dia para o dia seguinte.
Todas as noites o saldo será zerado, mesmo que você não tenha conseguido gastá-lo. Que fará você? Gastará cada centavo, é claro! 
Todos nós somos clientes do banco de que estou falando: o tempo. 
Todas as manhãs são creditados 86.400 segundos para cada um. 
Todas as noites o saldo é debitado como perda. Não é permitido acumular o saldo. De manhã sua conta é reiniciada. 
À noite as sobras do dia se evaporam. Não há volta. Você precisa gastar no presente o seu depósito diário. 
Invista no que for melhor: na saúde, na felicidade, no sucesso! O relógio está correndo. 
Faça o melhor para o seu dia-a-dia. 
Para você perceber o valor de um ano, pergunte a um estudante que repetiu o ano. 
Para perceber o valor de de um mês, pergunte a uma mãe que teve o bebê prematuramente. 
Para você perceber o valor de uma semana, pergunte a um editor de jornal. 
Para perceber o valor de uma hora, pergunte aos amantes que estão esperando para se encontrar. 
Sobre o valor de um minuto, pergunte a uma pessoa que perdeu o avião. 
Para saber o valor de um segundo, pergunte a quem conseguiu evitar um acidente. 
Para perceber o valor de um milésimo de segundo, pergunte a quem ganhou medalha de prata numa olimpíada. 
Valorize cada momento! E valorize mais porque você deve dividi-lo com alguém suficientemente especial para gastar seu tempo junto com você. 
Lembre-se, o tempo não espera ninguém. 
Ontem é história. 
Amanhã é mistério. 
Hoje é dádiva. 
Por isso é chamado de presente!!!

Autor desconhecido
Colaboração: Carlos E. Della Justina

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Salário Ideal


Você está satisfeito com o seu salário?
Provavelmente não, pois são contínuas as reclamações a respeito da baixa remuneração que, como dizem, não dá para nada.
Ouve-se dizer que o dinheiro que se ganha ao final do mês mal dá para quitar débitos anteriormente assumidos.
O estranho em tudo isso é que, se as reclamações pela melhoria dos salários provêm de todas as classes trabalhistas, o que se verifica em questão de qualidade de trabalho é quase o caos.
Não se percebe, falando de forma generalizada, que as pessoas se preocupem em realizar bem a sua tarefa.
Contrata-se um jardineiro para colocar em ordem o jardim. E o que se obtém é uma poda mal feita, grama mal aparada e a terra mal espalhada pelos canteiros.
Entrega-se uma criança aos cuidados de uma babá e se percebe a má vontade com que segue os passos vacilantes do pequeno, inquieto e vivaz.
Recomenda-se um idoso enfermo a determinado atendente e nos surpreendemos com a forma com que ele é tratado, às pressas, sem atentar para detalhes.
Balconistas apressados, servidores desatenciosos, vendedores impacientes.
Em todos os lugares nos deparamos com criaturas que somente pensam em olhar para o relógio, no aguardo do final do expediente, atendendo suas tarefas com descuido e até desleixo.
À conta disto, decai a qualidade e trabalhos contratados são concluídos e entregues de forma afoita.
Se digno é o trabalhador do seu salário, como nos alerta o Evangelho, é também muito justo que o trabalhador execute o seu trabalho com disposição e cuidado.
Que nos custará, na qualidade de jardineiros, atender à poda devidamente, afofar a terra com carinho? Afinal, as plantas dependem de nós.
Quantos minutos despenderemos a mais se nos detivermos, junto ao idoso ou ao enfermo, e estendermos a colcha com cuidado, interessando-nos pelo seu bem estar?
E poderemos acaso nos dar conta da responsabilidade que é zelar pelos passos de um bebê?
Podemos avaliar o quão emocionante é acompanhar o desenvolvimento de um ser tão pequeno, e vê-lo a cada dia vencer mais um obstáculo?
Não importa qual seja nossa profissão, qual seja a nossa tarefa.
O que importa, e muito, é que a realizemos com amor, aprimorando-nos na sua execução.
Quer se trate de lavar uma simples peça de roupa ou lidar com sofisticados aparelhos computadorizados, é necessário que nos conscientizemos de que, tanto quanto desejamos receber dos demais o melhor, compete-nos doar o melhor.
Portanto, antes de prosseguirmos a reclamar da nossa remuneração, revisemos a qualidade dos nossos serviços.
Preocupemo-nos muito mais em nos tornarmos excelentes profissionais, o que significa criaturas responsáveis, ativas, competentes.

* * *

Sejam quais forem as tuas possibilidades sociais ou econômicas, trabalha!
O trabalho é, ao lado da oração, o mais eficiente antídoto contra o mal, porquanto conquista valores incalculáveis com que o Espírito corrige as imperfeições e disciplina a vontade.

Autor desconhecido
Colaboração: Carlos E. Della Justina

quinta-feira, 19 de abril de 2012

Esta é Uma Lição De Vida, Amor e Fé


A vida sempre nos oferece inúmeras lições, ensinando como bem vive-la. Sempre dependerá de nosso livre arbítrio segui-las convenientemente, para bem a vivermos.
Existem pessoas que apenas procuram espalhar intrigas, cizânias, e perdem seu tempo maquinando maldades e procurando tudo polemizar. 
São vidas que nos passam lições de como não se deve viver a vida.
Contudo, existem vidas que transmitem grandes lições. 
Quase sempre são criaturas que não chegam a ser famosas, nem tampouco por serem artistas, políticos, ou terem realizado feitos que alteraram de alguma maneira o destino da humanidade.
São simplesmente pessoas que vivem o dia-a-dia, junto a outras tantas. 
Geralmente poucos lhes lembram os nomes. Mas são pessoas que podem nos passar lindas lições de vida, por terem mostrado apenas o que é e pode ser a vontade de viver bem.
Recentemente, num documentário televisivo à respeito do holocausto, ouvimos a história de uma jovem polonesa e seu drama, durante a segunda Grande Guerra.
Quando Hitler invadiu a Polônia e iniciou a perseguição aos judeus, sua família viveu alguns meses, escondida em um porão. 
Descobertos, contudo, foram separados e ela nunca mais viu seus pais ou teve notícias de seus irmãos.
No campo de concentração, onde foi colocada, ela padeceu os maiores horrores. A comida era pouca, o tratamento rude. As companheiras enlouqueciam. Ou eram mortas. Ou se matavam. E ela, teimosamente, se aferrava à vida. Recusava-se a morrer de inanição.
A essa altura da entrevista, o repórter perguntou à entrevistada se ela nunca pensara em se matar.  "Sim," disse ela. "Mais de uma vez. Quando o frio era muito grande, a fome parecia me devorar e eu não via perspectiva de salvação. Mas, nesses momentos, lembrava de meu pai."
Logo que fomos para o porão nos ocultar dos nazistas, ele me disse um dia: "filha, aconteça o que acontecer, nunca fuja da vida. Resista até o fim." E me fez prometer que jamais eu desistiria de viver. 
Quando os aliados foram vitoriosos, a jovem, e mais 4000 mulheres foram obrigadas a uma marcha forçada pelos alemães, em fuga das tropas aliadas.
Finalmente, um número muito pequeno delas, entre as que não haviam morrido no longo trajeto, foram abandonadas num campo de concentração e encontradas, mais tarde, pelos americanos. 
Aquelas mulheres estavam desnutridas. Algumas sequer podiam se erguer, tal o estado de fraqueza. 
Ela mesma, confessa, tinha dificuldades para andar, pesava 30 e poucos quilos somente. E não tomava banho há 3 anos. O seu tempo de aprisionamento. 
Então um oficial americano, muito bonito se aproximou dela e a tomou nos braços, carregando-a até um caminhão.  Durante o trajeto ele foi lhe dizendo que ficasse calma, que tudo daria certo, que ela receberia o socorro necessário.
Cinqüenta e oito anos depois, frente às câmeras de televisão, ela e o marido mostravam a alegria de sua união.       Bom, o marido não era outro senão o jovem oficial americano que a encontrou magra, suja, desnutrida e a carregou nos braços, naquele dia distante. Ela não somente teve a sua vida salva naquele momento, sendo resgatada de uma situação de penúria, como encontrou o seu grande amor.
Um amor que atravessou meio século e continua tão forte e especial como nos dias do início de namoro. Um amor que foi concebido ao final de uma hecatombe, e em que o primeiro encontro foi num ambiente de dor, miséria moral e intenso sofrimento. 
Existem inimagináveis caminhos para encontros e reencontros de almas que se desejam unir pelo amor. Caminhos que foram traçados pelo Destino sempre terminam por se cruzar. Basta que se saiba aceitar o que a vida nos oferece, e que não é pouco...
Por maiores que sejam os problemas, por pior que pareça ser a situação, ou se perdeu seu amor, não se pode esquecer de que entregar-se ao desespero, ou entregar os pontos, tirará a possibilidade de reverter a situação, como aconteceu com nossa heroina, que saiu da morte certa, para uma vida de felicidade.
Desse caso, fica uma grande lição de vida, pois se devido circunstancias desfavoráveis tudo pareça estar perdido, não se pode desistir de lutar, pois enquanto houver vida, certamente haverá uma luz de esperança.
Sempre poder-se-á reverter uma situação. Não se esqueça que depois da escuridão da noite, o sol volta a brilhar. Não permita que seu sol se apague. Não perca jamais a esperança. Não deixe de confiar na vida.
E principalmente não se esqueça de fazer de todos seus dias, sempre UM LINDO DIA, sempre evitando maus pensamentos, e jamais procurando fazer mal a outrem.

O amor quando está bem plantado em nossa alma, resiste a tudo... Principalmente o amor pela vida... E a vida premia aqueles que realmente sabem amar...
Enquanto o coração estiver batendo, e o cérebro funcionando, haverá uma vida a ser vivida...
Conto baseado em fatos reais.


ESTA É UMA LIÇÃO DE VIDA, AMOR E FÉ
Marcial Salaverry
Colaboração: Carlos E. Della Justina

terça-feira, 17 de abril de 2012

Para Quando Se Sentir Sozinho


Peça ao céu um pouco de silêncio e procure conversar com a noite.
Faça de cada ilusão uma saudade, repita mais de mil vezes que tudo passou e porque passou.
Lá fora o ar pode estar pesado, mas o desejo a seguir, é amar, é respeitar, liberte-se dos preconceitos e 
saia por aí, vai passear, ironize essa amargura e faça dela uma sombra fértil, tanto que não vale a pena pensar.
Não sinta receio de nada; 
A vida é assim, tudo acaba...
Mas existe um amanhã de saída, do meio e da chegada, é sempre um amanhã para hoje que é feito de aventuras. 
Olhe-se no espelho e gaste tudo de bom que você tem pra dar, aquele que viu, ouviu, adorou, e mesmo aquele que sofreu.
Afirme-se no desejo de quem sempre encontrará outros desejos mais fortes, tudo é natural, tudo partiu de dentro de nós. 
E um dia em algum lugar existiu durante 20 minutos um alguém que comparou e fez de você algo melhor.
Vibre com a lua, mas contra a tempestade. 
Fique feliz por ainda saber sorrir...
Vá! Levante a cabeça! 
Imponha no rosto uma expressão feliz, tudo é fácil.
Notou? 
Abra a janela e preste atenção nos pássaros brancos que voam no céu...
Tudo é paz, naturalidade e franqueza. 
Porque esta melancolia? 
Lembre-se de um sonho, de alguém que está sempre ao seu lado, mesmo você não estando e sinta como é fácil ser feliz.

Autor desconhecido
Colaboração: Carlos E. Della Justina

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Eu Amo Você!


É baseada em um fato verídico. Não tenha vergonha de dizer Eu Te Amo!
Dois irmãozinhos brincavam em frente de casa, jogavam bolinhas de gude.
Quando Júlio o menino mais novo disse ao irmão Ricardo:
- Meu querido irmão, eu te amo muito e nunca quero me separar de você!
Ricardo sem dar muita importância ao que Júlio disse, pergunta:
- O que deu em você moleque? Que conversa besta é essa de amar? Quer calar a boca e continuar jogando?
E os dois continuaram jogando a tarde inteira até anoitecer.
À noite o senhor Jacó, pai dos garotos chegou do trabalho, estava exausto e muito mal humorado, pois não havia conseguido fechar um negócio importante.
Ao entrar, Jacó olhou para Júlio que sorriu para o pai e disse:
- Olá papai, eu te amo muito e não quero nunca me separar do senhor!
Jacó no auge de seu mal humor e stress disse:
- Júlio, estou exausto e nervoso, então por favor não me venha com besteiras!
Com as palavras ásperas do pai, Júlio ficou magoado e foi chorar no cantinho do quarto. 
Dona Joana, mãe dos garotos sentindo a falta do filho foi procurá-lo pela casa, até que o encontrou no cantinho do quarto com os olhinhos cheios de lágrimas.
Dona Joana espantada começou a enxugar as lágrimas do filho e perguntou:
- O que foi Júlio, porque choras?
Júlio olhou para a mãe, com uma expressão triste e lhe disse:
- Mamãe, eu te amo muito e não quero nunca me separar da senhora!
Dona Joana sorriu para o filho e lhe disse:
- Meu amado filho, ficaremos sempre juntos!
Júlio sorriu, deu um beijo na mãe e foi se deitar.
No quarto do casal, ambos se preparando para se deitar, Dona Joana pergunta para seu marido Jacó:
- Jacó, o Júlio está muito estranho hoje, não acha?
Jacó muito estressado com o trabalho disse a esposa:
- Esse moleque só está querendo chamar a atenção... Deita e dorme mulher!
Então todos se recolheram e todos dormiam sossegados.
Às 2 horas da manhã, Júlio se levanta vai ao quarto de seu irmão Ricardo e fica observando o irmão dormir...
Ricardo incomodado com a claridade acorda e grita com Júlio:
- Seu louco, apaga essa luz e me deixa dormir! 
Júlio em silêncio obedeceu o irmão, apagou a luz e se dirigiu ao quarto dos pais...
Chegando ao quarto de seus pais acendeu a luz e ficou observando seu pai e sua mãe dormirem.
O senhor Jacó acordou e perguntou ao filho:
- O que aconteceu Júlio?
Júlio em silencio só balançou a cabeça em sinal negativo, respondendo ao pai que nada havia ocorrido.
Daí o senhor Jacó irritado perguntou ao Júlio:
- Então o que foi moleque?
Júlio continuou em silêncio. Jacó já muito irritado berrou com Júlio:
- Então vai dormir seu doente!
Júlio apagou a luz do quarto se dirigiu ao seu quarto e se deitou.
Na manhã seguinte todos se levantaram cedo, o senhor Jacó iria trabalhar, a dona Joana levaria as crianças para a escola e Ricardo e Júlio iriam à escola... Mas Júlio não se levantou. Então o senhor Jacó, que já estava muito irritado com Júlio, entra bufando no quarto do garoto e grita:
- Levanta seu moleque vagabundo!
Júlio nem se mexeu.
Então Jacó avança sobre o garoto e puxa com força o cobertor do menino com o braço direito levantado pronto para lhe dar um tapa quando percebe que Júlio estava com os olhos fechados e que estava pálido. 
Jacó assustado colocou a mão sobre o rosto de Júlio e pôde notar que seu filho estava gelado.
Desesperado Jacó gritou chamando a esposa e o filho Ricardo para ver o que havia acontecido com Júlio...
Infelizmente o pior. Júlio estava morto e sem qualquer motivo aparente.
Dona Joana desesperada abraçou o filho morto e não conseguia nem respirar de tanto chorar. 
Ricardo desconsolado segurou firme a mão do irmão e só tinha forças para chorar também.
Jacó em desespero soluçando e com os olhos cheios de lágrimas, percebeu que havia um papelzinho dobrado nas pequenas mãos de Júlio.
Jacó então pegou o pequeno pedaço de papel e havia algo escrito com a letra de Júlio.
"Outra noite Deus veio falar comigo através de um sonho, disse a mim que apesar de amar minha família e dela me amar, teríamos que nos separar. Eu não queria isso, mas Deus me explicou que seria necessário. Não sei o que vai acontecer mas estou com muito medo. Gostaria que ficasse claro apenas uma coisa:
- Ricardo, não se envergonhe de amar seu irmão.
- Mamãe, a senhora é a melhor mãe do mundo.
- Papai, o senhor de tanto trabalhar se esqueceu de viver.
- Eu amo todos vocês!"...
Quantas vezes não temos tempo para parar e amar, e receber o amor que nos é ofertado?
Talvez quando acordarmos possa ser tarde demais... mas, ainda há tempo!
Muita gente vai entrar e sair da sua vida, mas somente verdadeiros amigos deixarão marcas em seu coração!
Mostre a seus amigos o quanto eles são importantes.

Autor desconhecido
Colaboração: Carlos E. Della Justina

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Conectados Na Alma


Certa vez recebi uma mensagem a qual dizia que receber e-mails faz bem à saúde.
Inclusive parece que isto já foi até comprovado.
Se isto tem algum embasamento científico não sei, mas se eu olhar para os meus sentimentos não tenho dúvida alguma de que isto é uma realidade. 
Nos últimos tempos tenho tido o privilégio de conhecer pessoas simplesmente fantásticas que entraram na minha vida (e eu na delas) nos momentos mais inesperados trazendo mensagens de otimismo, de qualidade de vida, de humor, de exemplos. 
Todos os dias tenho estado perto, mesmo que a milhares de quilômetros, de pessoas que se tornaram importantes em minha vida através do computador e da boa vontade.
Fico impressionado por conhecermos pessoas com disposição e disponibilidade para serem generosas e afetivas, dizendo-nos palavras de conforto, ajuda e incentivo. 
Algumas pessoas, mesmo quando me escrevem para criticar algum artigo ou parte dele, são fantásticas na forma delicada e cuidadosa com que dão suas preciosas contribuições e opiniões, as quais vejo como uma visão diferenciada de determinado assunto que, pela forma respeitosa, só nos faz crescer. 
Quem não gosta do computador é porque ainda não se familiarizou com as possibilidades de aconchego que ele pode proporcionar.
Já me disseram que ele não substitui um bom abraço.
Mas vou lhes dizer que nas últimas semanas tenho me sentido muito abraçado.
São pessoas que me encaminham poemas, músicas e crônicas.
Há aquelas que já me apresentaram suas famílias, além de outras que já me presentearam com suas habilidades.
Chamam isto de amizade virtual?
Pois vou lhes dizer que algumas pessoas de virtual não têm nada, pois já colocaram no concreto, de maneira palpável, seu afeto.
Onde eu poderia imaginar uma coisa assim? 
Em pouco tempo muitas pessoas entraram no meu computador, deram o seu recado e saíram.
Outras se mantém constantes e já não fazem somente parte da agenda do computador.
Confesso que ocupam um lugar cativo no meu coração.
Espero suas mensagens como se eu fosse uma adolescente a espera dos "amigos".
Se isto realmente é coisa de adolescente vou lhes dizer que para algumas coisas não deveríamos crescer nunca!
Lógico, como tudo na vida, a intensidade e a freqüência com que usamos este recurso, este tipo de possibilidade de encontro e relacionamento, devem ser levados em consideração. 
O inesperado de sermos surpreendidos com uma mensagem carinhosa que vem carregada de afeto causa uma verdadeira corrente interna de energia, a qual pode, em muitos momentos, ser terapêutica. Num determinado momento pode até parecer enfadonha ou sem propósito, extensa demais, demorada demais para "abrir", mas podem ter certeza que quando você menos espera lá estará você precisando daquela palavrinha ou daquela imagem.
Às vezes você já nem espera um retorno e de repente lá está a mensagem que tanto esperava. 
Você pode até dizer que também recebemos muita porcaria através do computador.
Mas não é assim também na vida?
Nossa tarefa é fazermos a seleção do que é bom ou ruim.
O que sei é que não tenho esquecido muitos nomes devido a duas palavras fundamentais: iniciativa e investimento.
Estas pessoas passaram a ter espaço garantido na minha vida.
Algumas vezes fica difícil responder a todos na hora em que se quer.
Mas estou certo que vale a pena dedicarmos parte do nosso tempo para espalhar carinho e amor com um simples comando de enviar.

Autor desconhecido
Colaboração: Carlos E. Della Justina

terça-feira, 10 de abril de 2012

Nunca, Jamais


Nunca se julgue velho demais para comemorar aniversários nem para fazer coisas que você sempre fez.
Nunca desista dos seus sonhos só porque imagina que eles nunca se tornarão realidade.
Nunca esqueça o som de uma boa gargalhada ou do amor visto nos olhos de alguém.
Nunca troque prazeres por más lembranças de coisas que já se perderam no tempo.
Nunca jogue fora o seu entusiasmo pela Vida, crendo que está velho demais para isso, pois não é o que você sente, mas sim o que lhe disseram.
Há um profundo vale dentro de nós onde a primavera é eterna, onde não há sons de tristeza e onde os pássaros sempre cantam.
Mesmo que os seus passos já não sejam tão largos quanto os passos de um adolescente, mesmo que lhe pareçam muito diferentes as coisas que antes você enxergava de outra forma, não deixe a soma das décadas transformá-lo num ser amargo e sem esperanças.
Com a idade cresce nossa sabedoria e ela é uma bênção para todos nós.
Exiba os anos vividos como quem carrega um estandarte, girando-o brilhantemente em direção do sol.
Se piadistas lhe disserem que sua Vida está acabando, diga-lhes sorrindo sabiamente:
Ela está apenas começando!

Autor desconhecido
Colaboração: Carlos E. Della Justina

segunda-feira, 9 de abril de 2012

O Girassol


Nossos olhos são seletivos, nós "focalizamos" o que queremos ver e deixamos de ver o importante ou mesmo o indispensável. 
Escolha focalizar o melhor lado das coisas, assim como um girassol escolhe sempre estar virado para o sol! 
Você já reparou como é fácil ficar depressivo? 
-Não estou bem porque está chovendo, porque tenho uma conta para pagar; porque não tenho exatamente o dinheiro ou aparência que eu gostaria de ter; porque ainda não fui valorizado; porque os problemas me perseguem, porque... porque...porque..... 
É claro, existem momentos em que não estamos bem. 
Mas a nossa atitude deveria ser a de uma antena que tenta, ao máximo possível, pegar o lado claro para uma transmissão. 
Na natureza, nós temos uma antena que é assim, o girassol. 
O girassol se volta para onde o sol estiver. Mesmo que o sol esteja escondido atrás de uma nuvem. 
E nós diante dos problemas? Nos escondemos ou nos voltamos para o sol da justiça que tem todas as soluções em suas mãos. 
Levantemos a cabeça coloquemos o nosso coração a disposição de Jesus, pois Ele o verdadeiro Amor, quer colocar toda a nossa vida na direção correta, façamos como o girassol, não importa o esforço procuremos sempre estar voltados para Deus ...

Autor desconhecido
Colaboração: Carlos E. Della Justina

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Páscoa Informatizada

Dá um DUPLO CLIQUE nesta Páscoa !
ARRASTA JESUS para o teu DIRETÓRIO PRINCIPAL.
SALVA-O em todos os TEUS ARQUIVOS PESSOAIS.
SELECIONA-O como o teu DOCUMENTO MESTRE.
Que Ele seja o teu MODELO para FORMATARES a tua vida:
JUSTIFICA-A e ALINHE-A À DIREITA e À ESQUERDA, sem QUEBRAS na tua caminhada.
Que Jesus não seja apenas um ÍCONE, um ACESSÓRIO, uma FERRAMENTA, um RODAPÉ, mas o CABEÇALHO, a LETRA CAPITULAR, a BARRA DE RODAGEM do teu caminhar.
Que Ele seja a FONTE da graça para a tua ÁREA DE TRABALHO, o PAINTBRUSH para COLORIR o teu sorriso,
a CONFIGURAÇÃO da tua simpatia, a NOVA JANELA para VISUALIZAR o TAMANHO do teu amor, o PAINEL DE CONTROLE, para CANCELAR os teus RECUOS, COMPARTILHAR os teus RECURSOS e ACESSARES ao coração das tuas amizades.
COPIA tudo que é bom DELETA os teus ERROS.
Não deixes ninguém à MARGEM, ABRE as BORDAS do teu coração, REMOVE dele o VÍRUS do egoísmo.
CLICA agora em OK para ATUALIZARES os teus CONTEÚDOS !
Complicar é simples.
Simplificar é que é complicado...
Antes de FECHARES,coloca JESUS nos teus FAVORITOS e a tua Páscoa será o ATALHO para a tua felicidade !

..........................

Uma Feliz Páscoa
O que posso desejar para hoje?
Que as verdadeiras amizades continuem eternas
E tenham sempre um lugar especial em nossos corações.
Que as lágrimas sejam poucas, e logo superadas.
Que as alegrias estejam sempre presentes
E sejam festejadas por todos.
Que o carinho esteja presente em um simples olá,
Ou em qualquer outra frase, ou digitada rapidamente.
Que os corações estejam sempre abertos para novas amizades, novos amores, novas conquistas.
Que Deus, esteja sempre com sua mão estendida,
Apontando o caminho correto.
Que as coisas pequenas como a inveja ou o desamor,
Sejam retiradas de nossa vida.
Que aquele que necessite ajuda encontre sempre em nós uma animadora palavra amiga.
Que a verdade sempre esteja acima de tudo.
Que o perdão e a compreensão superem as amarguras e as desavenças.
Que este nosso pequeno mundo virtual seja cada vez mais humano e o real também.
Que tudo o que sonhamos se transforme em realidade.
Que o Amor pelo próximo seja nossa meta absoluta.
Que nossa jornada de hoje esteja repleta de flores.

Feliz Páscoa !

Autor desconhecido
Colaboração: Carlos E. Della Justina

terça-feira, 3 de abril de 2012

As Estrelas Do Mar

Um escritor que morava numa praia tranquila, junto a uma colônia de pescadores.
Todas as manhãs passeava a beira-mar para se inspirar e de tarde ficava em casa escrevendo.
Um dia, caminhando na praia, ele viu uma pessoa que parecia dançar.
Quando chegou perto viu que era um jovem pegando na areia as estrelas-do-mar, uma por uma, e jogando novamente de volta ao ceano.
Chegou perto e disse:
- Por que você está fazendo isso?
- Você não vê!? Disse o jovem.
- A maré está baixa e o sol está brilhando.
- Elas vão secar no sol e morrer se ficarem aqui.
O escritor riu e disse ao jovem:
- Meu jovem, existem milhares de quilômetros de praias por este mundo afora e centenas de milhares de estrelas-do-mar espalhadas pelas praias.
- Que diferença faz, você joga umas poucas de volta ao oceano e a maioria vai perecer de qualquer forma?
O jovem pegou mais uma estrela na areia, jogou de volta ao oceano, olhou para o escritor e disse:
-Mas para a vida dessa estrelinha eu fiz a diferença...
Naquela noite o escritor não conseguiu dormir nem sequer escrever.
De manhazinha foi para a praia, reuniu-se ao jovem, e juntos salvaram mais estrelinhas jogando-as de volta ao mar. Podemos fazer deste universo um lugar melhor para vivermos.
Fazendo cada um a sua parte.
Fazendo cada um a diferença.

Autor desconhecido
Colaboração: Carlos E. Della Justina

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Estou Pronto

O capitão de um navio que ia zarpar dirigia-se apressado para o porto.
Estava muito frio. Diante da vitrine de um restaurante, ele viu um menino quase maltrapilho, de bracinhos cruzados e meio tremulo.
- Que esta fazendo ai, meu pequeno? disse-lhe o capitão.
- Estou só olhando quanta coisa gostosa tem ai para se comer...
- Tenho bem pouco tempo antes da partida do navio, Se você estivesse arrumadinho, eu o levaria a esse restaurante para que comesse algumas dessas coisas boas e saborosas; mas, infelizmente não está.
O garoto, faminto e com os olhos rasos d'agua passou a maozinha magra sobre os cabelos em desalinho e falou:
- Estou pronto, agora!!
Comovido, o capitão o levou como estava ao restaurante, fazendo servir-lhe uma boa refeição. E enquanto o garoto comia, perguntou-lhe:
- Diga-me uma coisa: onde esta sua mãe, meu pequeno?
- Ela foi para o céu quando eu tinha apenas quatro anos de idade. Disse o menino sem entender ainda a vida.
- E você ficou só com seu pai? E onde esta ele agora? Onde trabalha?
- Nunca mais vi meu pai, desde que mamãe partiu...
- Mas então, quem toma conta de você? Com um jeitinho resignado, o menino respondeu:
- Quando minha mãe estava doente, ela disse que Deus tomaria conta de mim.
Ela ainda me ensinou a pedir isto todos os dias a Ele. O capitão, cheio de compaixão, acrescentou:
- Se você estivesse limpo e arrumadinho eu o levaria para o navio e cuidaria de você com muita alegria.
Novamente, o menino, alisando os cabelinhos sujos e malcuidados, voltou a repetir a mesma expressão:
- Capitão, estou pronto agora.
Vendo-o assim quase suplicante, aquele capitão o levou para o navio, onde o apresentou aos marinheiros e imediatos, dizendo:
- Ele será o meu ajudante e será sempre chamado de PRONTO agora.
Ali o garoto recebeu tudo o que carecia e as coisas transcorriam, aparentemente, bem, ate que um dia ele amanheceu febril.
Foi medicado mas a febre não cedia. Vendo-o piorar, o capitão aflito disse ao medico:
- Procure salva-lo, doutor. Não posso perde-lo.
O medico fez tudo o que pode, mas em vão. Na tarde seguinte, o menino, chamando o capitão, lhe falou:
- Eu o amo tanto... Você foi bom para mim. Gostei de estar aqui, mas ainda será melhor no céu. Eu estou pronto, agora, para me encontrar com o Pai que também o ama. Não deseja aceitá-lo? Assim nos veremos no céu...
- Sim, filho, tenho pensado nisto, e continuarei pensando disse-lhe.
- Mas quando? Quando estará pronto a entregar a vida e o seu coração ao Pai?
Com lagrimas nos olhos, o capitão, tomando as mãos do menino, disse:
- Estou pronto, agora!
- E ali aceitou a Jesus.

Autor desconhecido
Colaboração: Carlos E. Della Justina