Paginas

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

FELIZ NATAL E ANO NOVO

As sementes da vida precisam ser semeadas com paz e
amor, e assim, poder gerar o alimento queprecisamos
para viver.
Viver com alegria, coragem e determinação de seguir
adiante.
Viver o presente com sabedoriae plenitude para que o
ontemseja um sonho de felicidade ecada amanhã uma
visão de esperança.
Feliz Natal e
um Ano Novo cheio de realizações!!!

Ser Feliz

Lembre-se:
Ser feliz não é ter um céu sem tempestades, caminhos sem acidentes, trabalhos sem fadigas, relacionamentos sem decepções.
Ser feliz é encontrar força no perdão, esperança nas batalhas, segurança no palco do medo, amor nos desencontros.
Ser feliz não é apenas valorizar o sorriso, mas refletir sobre a tristeza.
Não é apenas comemorar o sucesso, mas aprender lições nos fracassos. Não é apenas ter júbilo nos aplausos, mas encontrar alegria no anonimato.
Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, incompreensões e períodos de crise.
Ser feliz não é uma fatalidade do destino, mas uma conquista de quem sabe viajar para dentro do seu próprio ser.
Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar autor da própria história. É atravessar desertos fora de si, mas ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma. É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.
Ser feliz é não ter medo dos próprios sentimentos. É saber falar de si mesmo. É ter coragem para ouvir um "não". É ter segurança para receber uma crítica, mesmo que injusta. É beijar os filhos, curtir os pais e ter momentos poéticos com os amigos, mesmo que eles nos magoem.
Ser feliz é deixar viver a criança livre, alegre e simples que mora dentro de você. É ter maturidade para falar: "Eu Errei". É ter ousadia para dizer: "Me Perdoe". É ter sensibilidade para confessar: "Eu Preciso De Você".
Ser feliz é ter a capacidade de dizer: "Eu Te Amo".

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

A Pobreza E A Riqueza

Um dia, um rico pai de família levou seu pequeno filho para viajar pelo interior, com o firme propósito de mostrar o quanto as pessoas podem ser pobres.
O objetivo era convencer o filho da necessidade de valorizar os bens materiais que possuia, o 'status', o prestígio social; queria desde cedo passar esses valores para seu herdeiro.
Eles passaram um dia e uma noite numa pequena casa de taipa, de um morador da fazenda de seu primo.
Quando retornaram da viagem o pai perguntou ao filho:
-- O que achou da viagem ?
-- Muito bom, Papai !
-- Voce viu a diferença entre viver com riqueza e viver na pobreza ?
-- Sim.
-- E o que você aprendeu ?
O filho respondeu:
-- Eu vi que nós temos um cachorro em casa, e eles tem quatro.
Nós temos uma piscina que alcança o meio do jardim; eles tem um riacho que não tem fim.
Nós temos uma varanda coberta e iluminada com lâmpadas, eles tem as estrelas e a lua.
Nosso quintal vai até o portão de entrada, eles tem uma floresta inteira.
Quando o pequeno garoto acabou de responder, seu pai estava perplexo.
O filho acrescentou:
--Obrigado Papai, por me mostrar o quanto 'pobres' nós somos !
MORAL DA HISTÓRIA:
Tudo o que você tem depende da maneira como você olha para as coisas.
Se você tem amor, amigos, família, saúde, bom humor e atitudes positivas para com a vida, você tem tudo !
Se você é 'pobre de espírito', você não tem nada !
' Não é o que você é, o que você tem, onde está ou o que faz, que irá determinar a sua felicidade; mas o que você pensa sobre isto !

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Medo!!! Seu Pior Inimigo

Ao longo de nossa vida, passamos a analisar e a entender o comportamento do ser humano e acabamos sempre descobrindo que todos nós temos algo em comum.
Se pararmos para pensar e realmente sermos verdadeiros, descobriremos que não são as pessoas ao nosso redor que atrapalham nossa vida, nosso crescimento ou nossa evolução como seres humanos quando nossos projetos de vida não dão certo ou não acontecem do jeito que queríamos.
Quase sempre vamos culpar os outros pelos nossos fracassos e as vezes enxergá-los como inimigos. Mas pare um pouco, se volte para dentro de você, para dentro de seu subconsciente, para aquele lugarzinho bem escondido dentro do sotão de sua mente onde você esconde todas as suas frustações, imperfeições, manias, defeitos e por ai afora, que você morre de medo que os outros ao seu redor um dia venham a perceber e se conscientize de uma vez por todas que você é que atrasa sua própria vida e não os outros.
Entenda que o pior inimigo do ser humano é ele mesmo.
Ele luta desesperadamente para se defender das pessoas quando na realidade o seu rival está escondido dentro de sua própria mente.
E este rival tem um único nome: O MEDO!.
Medo de demonstrar para as pessoas como aparentamos ser fortes por fora, quando na realidade somos tão frágeis por dentro.
Medo de não ser aceito, amado,necessitado,medo da vida e do que podemos encontrar pela frente quando somos desafiados a deixar de ser criança e nos tornarmos adultos livre de laços que nos prendem ainda a inocência.
Só perderemos o medo quando desafiarmos a nós mesmos e provar que independente do resultado, sairemos vencedores e se mesmo nos desafiando não vencermos, teremos a certeza que a coragem não nos faltou em pelo menos tentar lutar.
Lute, tente, não desanime no primeiro confronto, pois você já é vencedor quando resolver que quer lutar por aquilo que realmente acredita!

Célia Justina da Silva

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

O Verdadeiro Sentido Do Natal

O NATAL PODE SER VISTO DE VARIAS FORMAS...OU MELHOR ELE É VISTO DE VÁRIAS FORMAS : PRESENTES, PAPAI NOEL,PISCAS, LUZES,
ENFEITES VERDES , VERMELHOS E PRATEADOS, ÁRVORES, SINOS DOURADOS, FLORES, FRUTAS, PERUS, CEIAS, VINHOS, CHAMPANHES, BOLINHAS
COLORIDAS E MAIS UM MONTE DE COISAS.
* MAS O MAIS IMPORTANTE DE SE LEMBRAR É QUASE SEMPRE ESQUECIDO : O SENTIDO DO NATAL . E O PIOR DE TUDO: MUITOS NÃO SABEM
NEM AO MENOS O QUE É NATAL....
E VOCE?? PODERIA ME EXPLICAR O MOTIVO DE TANTA FESTA? POIS SE HÁ FESTA CONSEQUENTEMENTE HÁ UMA COMEMORACAO... E O QUE COMEMORAMOS?
MUITOS ME RESPODERIAM: *CLARO QUE É O NASCIMENTO DE
CRISTO!!!* MAS EM QUE ISTO RESULTA NAS NOSSAS VIDAS? EM DECORACOES? EM COMPRAS E MAIS COMPRAS? EM COMER UM FARTO JANTAR? OU ENFARTAR- SE COM CHAMPANHES LUXUOSAS?
*ALGUNS ATE DESCORDARIAM DIZENDO QUE O MOMENTO DO NATAL É A HORA DE REVERMOS NOSSAS ATITUDES, DE AJUDARMOS OS IRMAOS, DE SERMOS MAIS UNIDOS E DE PROCURARMOS A PAZ. E AGORA VOCE CONCORDA?
* SE CONCORDAR EU NÃO O JULGO POR ISSO, E NEM POR FAZER DO NATAL UMA DAS MUITAS FESTAS DO ANO .
*SE DESCORDAR, SAIBA QUE PENSA COMO EU. POIS DEVEMOS SIM REVER NOSSAS ATITUDES, AJUDAR OS IRMAOS, SERMOS MAIS UNIDOS, E PRINCIPALMENTE
PROCURAR A PAZ... MAS ESSAS NÃO DEVERIAM SER CARACTERISTICAS
DO NATAL E SIM NOSSAS, TODOS OS DIAS DO ANO. ...
*PARA QUE CARÍSSIMOS PRESENTES, SE JESUS É QUEM DEVERIA GANHAR , SENDO ESSE O MOTIVO DO NATAL?
*PARA QUE TANTAS LUZES SE NOSSA VISAO ESTA TAPADA PARA AQUILO QUE DEVEMOS ENXERGAR, OU SEJA , O VERDADEIRO SENTIDO DO NATAL?
* PARA QUE PISCAS SE NOSSO CORACAO ANDA TAO DURO E NOSSAS ALMAS TAO APAGADAS?
*PARA QUE TANTO VERDE SE A ÚNICA ESPERANCA QUE EXISTE DENTRO DE NOS É TRANSPARENTE, OU MELHOR QUASE INVISIVEL?
*PARA QUE ÁRVORES, SE O AR QUE RESPIRAMOS É O DA INVEJA, DO EGOISMO E DA LUXURIA?
* PARA. QUE FLORES SE A MAIS BONITA DE TODAS É A SEMENTE DO AMOR QUE O PROPRIO JESUS PLANTOU EM CADA UM DE NOSSOS CORACOES?
*PARA QUE CEIAS CHIQUERRIMAS SE TANTOS DE NOSSOS IRMAOS
PASSAM FOME DURANTE TODO ANO ?
*PARA QUE VINHO SE NÃO PREOCUPAMOS EM RECEBER A CRISTO NO DIA DA COMEMORACAO DE SEU ANOVERSARIO?
* E PARA QUE GRANDES DECORACOES??? PARA NOS ESCONDERMOS DA NOSSA PROPRIA REALIDADE?
*QUE NESTE NATAL VOCE CONSIGA ENTENDER O VERDADEIRO SENTIDO DESSA COMEMORACAO...E QUE LEMBRE TAMBEM QUE ESTAMOS COMEMORANDO O INICIO DA VIDA DE JESUS. A VIDA QUE ELE CEDEU PARA NOS SALVAR COM TANTO AMOR E CARINHO. ...
. AGORA A ULTIMA PERGUNTA ONDE ESTA O PRESENTE QUE JESUS MERECE???

Brunella

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Parábola Da Rosa

Um homem plantou uma rosa e passou a regá-la constantemente.
Antes que ela desabrochasse, ele a examinou e viu o botão que em breve desabrocharia, mas notou espinhos sobre o talo e pensou,
"Como pode uma flor tao bela vir de uma planta rodeada de espinhos tão afiados?"
Entristecido por este pensamento, ele se recusou a regar a rosa e antes mesmo de estar pronta para desabrochar, ela morreu.
Assim é com muitas pessoas.
Dentro de cada alma há uma rosa:
Sao as qualidades dadas por Deus.
Dentro de cada alma temos também os espinhos:
Sao as nossas faltas.
Muitos de nós olhamos para nós mesmos e vemos apenas os espinhos, os defeitos.
Nós nos desesperamos, achando que nada de bom pode vir de nosso interior.
Nos recusamos a regar o bem dentro de nós, e consequentemente, isso morre.
Nunca percebemos o nosso potencial.
Algumas pessoas nao vêem a rosa dentro delas mesmas.
Portanto alguém mais deve mostrar a elas.
Um dos maiores dons que uma pessoa pode possuir ou compartilhar é ser capaz de passar pelos espinhos e encontrar a rosa dentro de outras pessoas.
Esta é a característica do amor.
Olhar uma pessoa e conhecer suas verdadeiras faltas.
Aceitar aquela pessoa em sua vida, enquanto reconhece a beleza em sua alma e ajudá-la a perceber que ela pode superar suas aparentes imperfeições.
Se nós mostrarmos a essas pessoas a rosa, elas superarão seus próprios espinhos.
Só assim elas poderão desabrochar muitas e muitas vezes.
Portanto Sorriam e descubram as rosas que existe dentro de cada um de vocês e das pessoas que amam...


Autor desconhecido

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Um Novo Amanhecer

A vida sempre nos surpreende com acontecimentos alegres ou tristes.
Muitas vezes, é como se o chão nos faltasse.
Em outros momentos, o céu parece tão perto.
Muitos acontecimentos nos estimulam a cultivar a esperança.
E tantos outros nos enfraquecem.
Em um instante, o sol brilha intensamente.
Em seguida, as nuvens parecem sombrias demais.
Numa curva a felicidade se apresenta.
E depois vai embora, sem nem avisar.
Lágrimas e sorrisos se alternam em nosso rosto.
Realidade e ilusão nos envolvem.
A vontade de desistir demonstra a sua força.
Mas a perseverança para continuar também se apresenta.
Momentos de solidão ocorrem.
Assim como, momentos de intensa confraternização.
A dúvida se mostra persistente
E a reflexão se faz necessária.
Fugir parece a solução.
Mas enfrentar demonstra amadurecimento.
Sentir medo não é fraqueza.
Fraqueza é desistir de acreditar em si próprio
Sofrer com a derrota não é a melhor opção.
Mas aprender a lição sim.
Não importam os espinhos que temos que atravessar
Buscar a evolução espiritual é o melhor caminho.
Ir ao chão muitas vezes não é o fim.
Pode ser apenas o recomeço.
Reconhecer um erro não é vergonha.
Mas guardar mágoas no coração é um atentado a própria existência.
Temer as trevas não é proibido.
Mas acreditar na proteção divina é sabedoria.
Deixar de usar a razão não é loucura.
Insanidade é ocultar a emoção.
Amar é maravilhoso.
E procurar amar a todos que encontrar é um gesto sublime.
Compreender que os problemas nos ajudam a crescer.
E abandonar a revolta nos ajuda nesse crescimento.
Praticar a solidariedade não apenas com coisas materiais.
Mas principalmente nos pequenos e simples gestos da vida.
Compreender que o tempo passa.
E desenvolver a paciência enquanto ele está passando.
Ficar triste e pensativo em muitos momentos.
Mas não eternizar o luto.
Fazer amigos não apenas por fazer.
Mas sim, fazer companheiros de jornada.
Chorar quando necessário.
E também lavar a alma com boas gargalhadas.
Permitir que a alegria se aproxime.
E também, os momentos de reflexão.
Compreender que muitas pessoas deixaram de caminhar ao nosso lado.
Mas jamais estaremos sozinhos.
Confiar
E não deixar de acreditar.
Porque um novo amanhecer sempre ocorrerá...

sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Meus Amigos Virtuais...

Cá entre nós e que ninguém nos ouça:
É pena que alguns familiares, amigos e conhecidos não consigam entender a grandeza da amizade
que compartilhamos através da nossa rede virtual.
Eles não podem compreender como pessoas podem trocar tanto carinho, sem nunca ter se encontrado,
sem nunca ter se visto, sem nunca ter se conhecido pessoalmente.
Cá entre nós e que ninguém nos ouça:
Eu quero que você saiba como você é importante e o quanto representa para mim neste espaço virtual.
Nós dividimos nossos pensamentos, nossos sonhos, nossos planos para o futuro ...
Com que outro meio faríamos isso tão bem?!?
Eles não sabem que nós não nos julgamos nem nos condenamos: apenas buscamos e oferecemos mãos para ajudar.
Não sabem que trocamos abraços ( e até beijinhos! )
Eles não sabem que nós, amigos virtuais, nos preocupamos um com o outro, ponderamos situações
e trocamos tantas coisas que aprendemos aqui.
Eles não sabem o quanto podemos e temos ainda a aprender!
Cá entre nós e que ninguém nos ouça:
Eu quero que você saiba que meus dias são mais brilhantes e que meus pensamentos são muito mais felizes só por sua causa.
Eis porque agora eu lhe envio esta "sigilosa" mensagem " :
Quero que você sinta que existe alguém aqui que se importa com você, que quer dar brilho ao seu dia,
que deseja-lhe toda a felicidade em todos os dias de sua vida!
Cá entre nós e que ninguém nos ouça:
Eu agradeço aos céus este mundo virtual porque sem ele eu nunca conseguiria chegar assim tão perto de você!

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

O Buraco

Aquela cidade não era habitada por pessoas, mas por buracos.
Buracos viventes.
Havia buracos ostentosos, de mármore e buracos humildes, de tijolos.
Um dia chegou uma nova moda: o importante é o interior, não o exterior!
E foi assim que os buracos começaram a se encher de coisas...
De ouro e jóias. Outros, mais práticos, de eletrodomésticos.
Alguns, de arte ou instrumentos musicais.
Os intelectuais encheram-se de livros.
A maioria dos buracos encheu-se a tal ponto que não cabia mais nada e para solucionar a situação, começaram a alargar-se.
Mas um pequeno buraco percebeu que se todos fizessem o mesmo, em pouco tempo a cidade se transformaria em um único buraco...
E todo mundo perderia a sua identidade.
Teve então uma idéia: pensou que uma outra forma de aumentar a sua capacidade seria aprofundar-se em lugar de alargar-se.
Mas percebeu que isso ser-lhe-ia impossível por causa de tantas coisas que ele já continha!
Decidiu, então, esvaziar seu conteúdo.
Primeiro teve medo do vazio, mas quando percebeu que não existia outra possibilidade, assim o fez.
Um dia, de tão profundo, achou água. Nunca antes outro buraco tinha achado água!
Nesse lugar quase nem chovia e a água extra permitiu que as paredes do buraco se cobrissem de verde, e assim, chamaram-no O Manancial.
Os outros buracos queriam a água, mas quando perceberam que teriam que se esvaziar, preferiram continuar a alargar e encher-se de coisas inúteis.
Outro buraco, no outro lado da cidade,conseguiu esvaziar e chegar à água, criando assim um oásis.
Os dois buracos perceberam que a água que tinham achado era a mesma. Tinham, então, um novo ponto de contato...
A comunicação profunda que só conseguem entre si aqueles que tem a coragem de esvaziar-se de seus conteúdos e buscar, no fundo do seu ser, aquilo que têm para dar e compartilhar.

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Meus Amigos

Escolho meus amigos não pela pele ou outro aspécto qualquer, mas pela pupila. Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante. A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos. Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo. Deles não quero resposta, quero meu avesso. Que me tragam dúvidas e angústias e agüentem o que há de pior em mim. Para isso, só sendo louco. Quero-os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças.
Escolho meus amigos pela cara lavada e pela alma exposta. Não quero só o ombro ou o colo, quero também sua maior alegria. Amigo que não ri junto não sabe sofrer junto. Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade. Não quero risos previsíveis nem choros piedosos. Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça. Não quero amigos adultos nem chatos. Quero-os metade infância e outra metade velhice. Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto e velhos, para que nunca tenham pressa. Tenho amigos para saber quem eu sou. Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que 'normalidade' é uma ilusão imbecil e estéril.


Autor Desconhecido.
Roberto de Albuquerque Cezar

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Viver Como As Flores

- Mestre, como faço para não me aborrecer? Algumas pessoas falam demais, outras são ignorantes. Algumas são indiferentes. Sinto ódio das que são mentirosas. Sofro com as que caluniam.
- Pois viva como as flores - advertiu o mestre.
- Como é viver como as flores? - perguntou o discípulo.
- Repare nestas flores - continuou o mestre, apontando lírios que cresciam no jardim - Elas nascem no esterco, entretanto, são puras e perfumadas.
Extraem do adubo malcheiroso tudo que lhes é útil e saudável, mas não permitem que o azedume da terra manche o frescor de suas pétalas. É justo angustiar-se com as próprias culpas, mas não é sábio permitir que os vícios dos outros o importunem. Os defeitos deles são deles, e não seus. Se não são seus, não há razão para aborrecimento.
Exercite, pois, a virtude de rejeitar todo mal que vem de fora... Isso é viver como as flores...


Autoria Desconhecida
Roberto de Albuquerque Cezar

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Uma Garota Cega

Havia uma garota cega que se odiava pelo fato de ser cega!
Ela também odiava a todos exceto seu namorado!
Um dia ela disse que se pudesse ver o mundo, ela se casaria com seu namorado.
Em um dia de sorte, alguém doou um par de olhos a ela!
Então o seu namorado perguntou a ela:
- Agora que você pode ver, você se casa comigo?
A garota estava chocada quando ela viu que seu namorado era cego!
Ela disse:
- Eu sinto muito, mas não posso me casar com você porque você é cego!
O namorado afastando-se dela em lágrimas disse:
- Por favor, apenas cuide bem dos meus olhos, eles eram muito importantes pra mim...
Nunca despreze quem ama!!!
As vezes as pessoas fazem certos sacrifícios e nós nem ligamos...
Não existe maior bem do que fazer a felicidade de alguém. Nem nada menos caro, nem mais fácil, pois que a felicidade é algo que se pode oferecer em gestos, e atenções.
Se olhamos à nossa volta, percebemos que a carência humana está no fato das pessoas terem perdido os valores imateriais a favor dos materiais. Compra-se quase tudo em nossos dias...mas o bem ninguém compra. Compra-se até companhia, mas não a sinceridade. Compra-se conforto, mas não a paz de espírito, não a tranqüilidade, menos ainda a felicidade. Esta a gente oferece.
Há uma grande diferença entre o dar e o oferecer.
Quando damos, estendemos a mão, mas quando oferecemos... é nosso coração que entregamos junto, é um pedacinho de nós que vai caminhando na direção do outro
e o bem que ele provoca retorna ao nosso interior.
Tornamos pessoas felizes quando damos de nós mesmos.
E damos de nós quando oferecemos o que quer que seja de coração escancarado. O grande mal do mundo consiste no fato das pessoas guardarem coisas para si.
Guardam bens, guardam sentimentos, guardam declarações, guardam ressentimentos, falam ou calam na hora errada. Vivem de aparências com as gavetas da alma repletas de coisas inúteis. E quando morrem, tornam-se pó, como todo mundo, sem ter aproveitado o tempo para compartilhar, com honestidade, o bem que a vida lhes ofereceu.
A maior herança que podemos deixar à humanidade é o amor que oferecemos de várias formas, são as pequenas felicidades do dia-a-dia que vamos distribuindo aqui e acolá, a compreensão que acalma as almas inquietas e a ternura que abranda os desenganos da vida.
E o que representa a felicidade hoje pode não representar amanhã. Por isso ela é tão múltipla, tão incompreendida e tão necessária. Por isso é tão importante distribuir sorrisos, plantar flores, fazer visitas, dar bom dia e boa noite,não se esquecer dos abraços e dos te amo imprescindíveis ao coração.

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Pessoas Especiais

As pessoas especiais são aquelas que têm a habilidade de dividir suas vidas com os outros. Elas são honestas nas atitudes, são sinceras e compassivas, e sempre dão por certo que o amor é parte de tudo.
As pessoas especiais são aquelas que têm a habilidade de se doar aos outros, e de ajudá-los com as mudanças que surgem em seus caminhos. Elas não têm medo de serem vulneráveis; elas acreditam que são únicas e tem orgulho em ser quem são.
As pessoas especiais são aquelas que se permitem o prazer de estar próximas aos outros e importar-se com a felicidade deles. Elas vieram para entender que o amor é o que faz a diferença na vida.
As pessoas especiais são aquelas que realmente tornam a vida bela.
As pessoas especiais são presentes! Algumas chegam com a embalagem bonita, outras em embalagem comum.
Existem ainda aquelas que chegam com a embalagem machucada, às quais às vezes não damos o menor valor.
Existem aquelas que chegam registradas: são presentes valiosos, pois não se pode perdê-los no caminho. Porém, isso tudo é superficial: o presente não é a embalagem, mas o conteúdo.
É com ele que aprendemos, crescemos. É ele que nós compartilhamos com os outros. Você, eu e outras tantas pessoas: todos somos presentes umas para as outras. É no afrouxar dos nós que nos desembrulhamos pouco a pouco e vamos revelando o imenso presente: nós mesmos. Você já presenteou alguém hoje?

Autor Desconhecido.

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

A Banana E A Vida

A história é muito antiga, mas não menos curiosa. Algumas tribos africanas utilizam um engenhoso método para capturar macacos.
Como estes são muito espertos e vivem saltando nos galhos mais altos das árvores, os nativos desenvolveram o seguinte sistema:
1) Pegam uma cumbuca de boca estreita e colocam dentro dela uma banana.
2) Em seguida, amarram-na ao tronco de uma árvore freqüentada por macacos, afastam-se e esperam.
3) Após isso, um macaco curioso desce, olha dentro da cumbuca e vê a banana.
4) Enfia sua mão, apanha a fruta, mas como a boca do recipiente é muito estreita, ele não consegue retirar a banana.
Surge um dilema: se largar a banana, sua mão sai e ele pode ir embora livremente. Caso contrário, continua preso na armadilha. Depois de um tempo, os nativos voltam e, tranqüilamente, capturam os macacos que teimosamente se recusam a largar as bananas. O final é meio trágico, pois os macacos são capturados para servirem de alimento. Você deve estar achando inacreditável o grau de estupidez dos macacos, não é? Afinal, basta largar a banana e ficar livre do destino de ir para a panela.
Fácil demais... O detalhe deve estar na importância exagerada que o macaco atribui à banana. Ela já está ali, na sua mão... parece ser uma insanidade largá-la.
Essa história é engraçada, porque muitas vezes fazemos exatamente como os macacos. Você nunca conheceu alguém que está totalmente insatisfeito com o emprego, mas insiste em permanecer, mesmo sabendo que pode estar cultivando um enfarto? Ou alguém que trabalha e não está satisfeito com o que faz, e ainda assim faz apenas pelo dinheiro? Ou casais com relacionamentos completamente deteriorados que permanecem sofrendo, sem amor e compreensão? Ou pessoas infelizes por causa de decisões antigas, que adiam um novo caminho que poderia trazer de volta a alegria de viver?
A vida é preciosa demais para trocarmos por uma banana - que, apesar de estar na nossa mão, pode levar-nos direto à panela.

Autor Desconhecido.