Paginas

sexta-feira, 29 de maio de 2009

A Lição Da Borboleta

Um homem, certo dia, viu surgir uma pequena abertura num casulo. Sentou-se perto do local onde o casulo se apoiava e ficou a observar o que iria acontecer, como é que a lagarta conseguiria sair por um orifício tão miúdo. Mas logo lhe pareceu que ela havia parado de fazer qualquer progresso, como se tivesse feito todo o esforço possível e agora não conseguisse mais prosseguir. Ele resolveu então ajudá-Ia: pegou uma tesoura e rompeu o restante do casulo. A borboleta pôde sair com toda a facilidade ... mas seu corpo estava murcho; além disso, era pequena e tinha as asas amassadas.

O homem continuou a observá-Ia porque esperava que, a qualquer momento, as asas dela se abrissem e se estendessem para serem capazes de suportar o corpo que iria se firmar a tempo. Nada aconteceu! Na verdade a borboleta passou o restante de sua vida rastejando com um corpo murcho e asas encolhidas. Nunca foi capaz de voar.
O que o homem em sua gentileza e vontade de ajudar não compreendia era que o casulo apertado e o esforço necessário à borboleta para passar através da pequena abertura eram o modo pelo qual Deus fazia com que o fluido do corpo daquele pequenino inseto circulasse até suas asas para que ela ficasse pronta para voar assim que se livrasse daquele invólucro.

Algumas vezes o esforço é justamente aquilo de que precisamos em nossa vida. Se Deus nos permitisse passar através da existência sem quaisquer obstáculos, ele nos condenaria a uma vida atrofiada. Não iríamos ser tão fortes como poderíamos ter sido. Nunca poderíamos alçar vôo.

quinta-feira, 28 de maio de 2009

O Defeito Do Outro Pode Ser Seu

Olhou do seu vitrô, apontou para o quintal da vizinha e disse ao marido: - Há dias venho observando como é encardida a roupa da vizinha. Eu teria vergonha de pendurar no varau uma roupa tão mal lavada. Isso é relaxamento, um desleixo... Na verdade, acho que é preguiça.O tempo passava ... e, cada vez que ela voltava a observar, as roupas tiinham um aspecto pior. Certo dia, uma surpresa! Ao reparar nas roupas da vizinha, ficou abismada. Estavam brancas, limpinhas, as cores vivas.

- Criou vergonha - disse ela .

- Perdeu a preguiça e esfregou mais, ou então trocou a marca do sabão.

- Nada disso - replicou o marido. - Fui eu que lavei.

- Lavou a roupa da vizinha ?

- Não, mulher, lavei o vidro da janela. Era ele que estava encardido.

Geralmente o defeito que notamos no outro está em nós mesmos. Projetamos fora o que está dentro de nós.

terça-feira, 26 de maio de 2009

Aprofunde Suas Raízes

Existia um médico cujo hobby era plantar árvores no enorme quintal de sua casa. O que mais chamava a atenção era o fato de que ele jamais regava as mudas que plantava, e as árvores demoravam muito a crescer. Certo dia seu vizinho perguntou-lhe por que não regava as mudas para que elas crescessem mais rapidamente. Então ele expôs sua interessante teoria.
Disse que, se regasse suas plantas, as raízes se acomodariam na superfície e ficariam sempre esperando pela água mais fácil, vinda de cima. Como ele não as regava, as árvores demorariam mais para crescer, mas suas raízes tenderiam a migrar para o fundo, em busca da água e das várias fontes de nutrientes encontradas nas camadas mais inferiores do solo. Assim, segundo ele, as árvores teriam raízes mais profundas e seriam mais resistentes nas tempestades.
Depois dessa conversa, seu vizinho mudou-se e passou alguns anos fora. Ao retornar, notou que na casa do médico havia um lindo bosque. Fazia um vento muito forte e gelado. As árvores da rua estavam arqueadas ao rigor da ventania. Entretanto no quintal do médico as árvores estavam sólidas, praticamente não se moviam, resistindo implacavelmente àquela tormenta...

Muitas vezes diante de um problema ou situação difícil ficamos esperando a solução vir do lado de fora e nada fazemos para que as coisas sejam diferentes. Deixamos de ir buscar a solução dentro de nós, não usamos nossa força interior que é a capacidade que temos de ser maiores que os problemas.
Coragem! Você pode ir buscar essa força dentro de você! Aprofunde, a partir de agora, as suas raízes e busque essa água na profundidade do solo. Nao espere mais que alguém venha regar o seu jardim.
Segure nas mãos de Deus e supere as tempestades da vida.

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Não Espere Ajuda De Fora. Faça Você Mesmo

Um cavalo caiu no fundo de um poço. Seu dono, um fazendeiro, vendo a impossibilidade de retirá-lo de lá, ordenou aos seus empregados que jogassem terra no poço para enterrar o cavalo de vez e acabar com seu sofrimento.
Assim foi feito. Os empregados começaram a jogar terra para dentro do buraco, de forma a cobrir o cavalo. Mas, à medida que ela caía em seu dorso, o animal a sacudia e a terra ia se acumulando no fundo, possibilitando ao cavalo ir subindo. Logo os homens perceberam que o cavalo não se deixava enterrar, pelo contrário, ia subindo à medida que a terra enchia o poço, até que finalmente conseguiu sair.
Ao saber do caso, o fazendeiro ficou muito satisfeito, e o cavalo viveu ainda muitos anos em sua companhia...

Em nossa vida existem situações nas quais nos sentimos como esse cavalo, no fundo do poço. Tudo vai depender de não nos deixarmos vencer, lutando para sair da dificuldade.
Lembre-se: quando você estiver no fundo do poço, a maior força e ajuda de que necessita estão dentro de si mesmo. Use-as com sabedoria.

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Seja Sempre Agradecido

Após um naufrágio, o único sobrevivente agradeceu a Deus por estar vivo e ter conseguido agarrar-se aos destroços para poder ficar boiando. Ele foi parar em uma ilha desabitada, fora de qualquer rota de navegação, e novamente agradeceu a Deus por isso. Embora com muita dificuldade, utilizando os restos dos destroços, ele conseguiu construir um pequeno abrigo para se proteger do sol, da chuva, dos animais e para guardar seus poucos pertences; em seguida, como sempre, agradeceu a Deus. Nos dias seguintes a cada alimento que conseguia caçar ou colher, ele agradecia.
Um dia, quando voltava da busca por alimentos, encontrou o seu abrigo em chamas, envolto em altas nuvens de fumaça. Terrivelmente revoltado, pôs-se a gritar, chorando:
- O pior aconteceu! Agora perdi tudo! Deus, por que fizeste isso comigo?
Chorou tanto que, profundamente cansado, acabou adormecendo.
No dia seguinte, bem cedo, foi despertado pelo som de um navio que se aproximava.
_ Viemos resgatá-lo - disseram os que chegaram à ilha.
_ Mas ... como souberam que eu estava aqui? - perguntou. _ Nós vimos o seu sinal de fumaça!...



Se algum dia o seu abrigo estiver em chamas, não se desespere: esse pode ser o sinal de fumaça que fará chegar até você a soluçao do seu problema. Seja, portanto, agradecido para que a graça possa acontecer na sua vida.

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Suba Ao Ponto Mais Alto Da Montanha

Fazia muito tempo que uma tribo de índios vivia numa vasta região rica de vegetação e se instalara junto a uma alta montanha. Um dia o chefe da tribo adoeceu e, ao perceber que lhe restava pouco tempo de vida, chamou seus três filhos e disse-lhes:
- Já não vou durar muito e um de vocês será meu sucessor. Percorram a região, subam as montanhas, atravessem os rios ... Será o meu sucessor aquele entre vocês que me presentear de modo mais original.
Partiram os três filhos. Cada um esperava encontrar algo especial que pudesse surpreender o pai.
Tempos depois regressou o primeiro. Em suas mãos trazia uma flor, rara e preciosa, nunca vista naquela região. O segundo entregou ao pai uma linda pedra, parecia especial, com sua superfície lisa e redonda, como que polida através do tempo. Depois veio o terceiro. Suas mãos estavam vazias, mas seus olhos brilhavam quando relatou que subira ao ponto mais alto das montanhas e descobrira, do outro lado dela, uma região maravilhosa,
com vales e campinas verdes e lagos cristalinos. E, cheio de entusiasmo, exclamou:
- Se nós nos mudarmos para lá com a nossa tribo, nossa vida com certeza será muito melhorl
- Você será o meu sucessor, o chefe da tribo - disse seu pai, revelando na voz fraca um sentimento de esperança -, porque me trouxe como presente a visão de um futuro melhor.

Pois é, mesmo que a subida da sua montanha seja difícil, lembre-se de que, lá no alto, haverá sempre uma bela visão para um futuro melhor.

terça-feira, 19 de maio de 2009

Não Deixe Para Amanhã O Que Pode Fazer Hoje

Três homens ficaram bloqueados numa caverna por uma avalanche de neve. Teriam que esperar até o amanhecer para receber socorro. Cada um deles trazia um pouco de lenha e havia uma pequena fogueira ao redor da qual se aqueciam. Se o fogo apagasse, eles sabiam que todos morreriam de frio antes que o dia amanhecesse. Chegou a hora de cada um colocar sua lenha na fogueira. Era a única maneira de sobreviver.
O primeiro homem era um rico avarento. Olhou para seus companheiros e pensou: "Eu ... dar minha lenha para aquecer esses preguiçosos?! Esta lenha para mim tem muito valor e pode me gerar lucros." E, pensando assim, não colocou sua lenha.
O segundo era um homem da montanha e conhecia mais que os outros os caminhos, os perigos e os segredos da neve. Na hora de colocar sua lenha, pensou: "Essa nevasca pode durar vários dias, e eu vou guardar minha lenha pois posso precisar dela." E, pensando assim, também não colocou sua lenha.
O terceiro homem era um trabalhador: tinha as mãos calejadas, sinal da sua vida dura de trabalho. E, na hora de colocar sua lenha, pensou:
"Esta lenha é minha, custou o meu trabalho e não darei a ninguém nem sequer um graveto dela."
Guiados por esses pensamentos, os três homens permaneceram imóveis diante da última brasa da fogueua ... que se apagou.
No dia seguinte, quando o socorro chegou, os três estavam mortos e congelados, cada um com um feixe de lenha nas mãos. O chefe da equipe de resgate comentou:
- O frio que os matou não foi o frio da neve, mas o frio dos seus corações...

Às vezes o medo de que alguma coisa venha a nos faltar no futuro impede-nos de partilhar no presente o que temos. Assim acumulamos bens que derepente nem usamos e até nos prejudicam. E acabam faltando nao
só para o outro como para nós também.
Não deixe para amanhã o que você pode viver hoje. Talvez possa ser tarde demais .. ,

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Tudo Depende Da Maneira De Falar

Certa vez, um rei sonhou que havia perdido todos os dentes, Logo que despertou, mandou chamar um adivinho Para que interpretasse seu sonho.
- Que desgraça, senhor! - exclamou o adivinho. - cada dente caído representa a perda de um parente de Vossa Majestade.
- Mas que atrevimento! - gritou o rei, enfurecido. - como te atreves a dizer-me semelhante coisa? Fora daqui!
Chamou os guardas e ordenou que lhe dessem cem açoiles.
Mandou que trouxessem outro adivinho e contou-lhe sobre o sonho. Este, após ouvir o rei com atenção, disse-lhe:
- Senhor, grande felicidade vos está reservada! O sonho signifIca que haveis de sobreviver a todos os vossos parentes.
A fisionomia do rei iluminou-se num sorriso, e ele mandou dar cem moedas de ouro ao segundo adivinho. Quando este saía do palácio, um dos cortesãos lhe disse admirado:

- Não é possível! A interpretação que você fez foi a mesma que o seu colega havia feito. Não entendo por que ao primeiro ele pagou com cem açoites e a você com cem moedas de ouro.
- Lembra-te, meu amigo - respondeu o adivinho -, que tudo depende da maneira como se diz alguma coisa ...
Uma mesma verdade pode ser aceita ou não, dependendo apenas da maneira como é dita.

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Observe Se Não Está Comendo O Biscoito Do Outro

Certo dia uma jovem estava na sala de embarque do aeroporto, à espera de seu vôo. Enquanto esperava, comprou um livro e um pacote de biscoito. Sentou-se numa poltrona para descansar e ler em paz. Ao lado dela sentou-se um homem.
Quando ela pegou o primeiro biscoito, o homem também pegou um. Ela ficou indignada, mas não disse nada. Pensou consigo mesma: "Mas que 'cara de pau'! Se eu estivesse mais disposta,
seria capaz até de lhe dar uma bela lição para que ele nunca esquecesse ... "
A cada biscoito que ela pegava, o homem também pegava um. Ela ficou muito enfurecida, a tal ponto que não conseguia reagir. Restava apenas um biscoito e ela pensou: "O que será que o abusado vai fazer agora?" Então o homem dividiu o biscoito ao meio, deixando a outra metade para ela. Foi o máximo para ela, já chegara ao auge de sua raiva. Pegou o seu livro e as suas coisas e dirigiu-se ao avião.
Quando se sentou confortavelmente, para sua surpresa constatou que o seu pacote de biscoito estava intacto dentro de sua bolsa. Sentiu muita vergonha, pois quem estava errada era ela e já não havia mais tempo para pedir desculpas. O homem dividira os seus biscoitos sem qualquer problema, ao passo que isso a deixara muito transtornada...
Você respeita o limite do outro ou invade seu espaço sem se dar conta disso? Observe se o biscoito que você está comendo atualmente é do seu próprio pacote. Cuidado: você pode estar comendo um biscoito que não seja do seu pacote!
Muitas vezes na família, no trabalho, na comunidade ... invadimos o espaço do outro, achando que é nosso espaço, e nem nos damos conta disso. Nesse momento dê uma olhadinha no seu pacote de biscoito e busque ter certeza se ele lhe pertence mesmo.

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Não Tire Conclusões Precipitadas

Um jovem estava para se formar. Havia muitos que ele admirava um carro esporte. Sabendo que seu pai podia arcar com aquela despesa, disse-lhe do seu grande descjo. Na manhã da formatura, o pai, chamando-o no escritório, disse-lhe que estava orgulhoso de sua conquista e queria dar-lhe um presente. O jovem, ansioso, esperava ganhar a chave do carro tão desejado. Porém, qual não foi sua decepção quando o pai lhe deu uma Bíblia com seu nome gravado em ouro, recomendando-lhe:
- Abra este livro e você terá tudo o que deseja.
O jovem ficou furioso e disse ao pai:
- Com todo o dinheiro que tem, você me dá uma Bíblia de presente?! - E, jogando-a num canto, saiu de casa e não mais retornou.
Passaram-se os anos. O jovem casou-se e teve filhos, Um dia recebeu um telegrama comunicando que o pai, cuja saúde inspirava cuidados, queria vê-lo. Foi então visitá-lo, mas, quando chcgou, o pai havia morrido. O jovem, entristecido e arrependido,
percorreu com o olhar as coisas de seu pai no escritório, deparando-se subitamente com a Bíblia - a sua Bíblia, presente de formatura que recebera de seu pai. Pela primeira vez o jovem começou a folheá-la ... De repente, do meio de suas folhas caiu um cheque, exatamente do valor do carro que ele tanto havia desejado. A data do cheque era a do dia de sua formatura ... Mas já era tarde demais. A sua precipitação levara-o a um julgamento errado.

terça-feira, 12 de maio de 2009

Grave Na Sua Memória Coisas Boas

Dois amigos, Cléber e Rafael, viajavam pelas longas estradas que recortam as montanhas da Pérsia. Eram nobres e ricos faziam-se acompanhar por servos e ajudantes.
Chegaram, certa manhã, às margens de um grande rio. Era preciso atravessá-Io, porém havia forte correnteza. Ao Saltar de uma pedra, Cléber foi infeliz e caiu na correnteza. Já estava sendo arrastado por ela, quando Rafael pulou nas águas e, arriscando a própria vida, salvou-o. Cléber então pediu a um de seus empregados que escrevesse na pedra a seguinte legenda: "Neste lugar, com risco da própria vida, Rafael salvou heroicamente seu amigo Cléber." Feito isso, prosseguiram com suas caravanas.
Cinco meses depois, em viagem de regresso, encontraram-se os dois amigos naquele mesmo local. Como estavam cansados, resolveram repousar à sombra da pedra onde se encontrava a legenda recordando o ato heróico de Rafael. Sentados na areia, puseram-se a conversar. Eis que, por motivo banal, surgiu um desentendimento entre os dois amigos, que acabaram discutindo. Exaltado, Rafael esbofeteou brutalmente o amigo.
Cléber não revidou a ofensa. Levantou-se e escreveu na areia a seguinte legenda: "Neste lugar, por motivo fútil, Rafael ofendeu gravemente seu amigo Cléber."
Surpreendido com o estranho procedimento, um dos ajudantes de Cléber observou:
- Senhor, da primeira vez, quando Rafael o salvou, o senhor mandou gravar na pedra a sua atitude, ficando ali registrada para sempre. Agora, quando ele acaba de ofendê-lo tão gravemente, escreve na areia! Antes do cair da tarde, as ondas das águas já terão apagado a ofensa que seu amigo lhe fez! Por que isso, senhor?
- A razão é simples - respondeu Cléber. - O benefício que recebi de Rafael, permanecerá para sempre em meu coração. Mas a ofensa ... essa eu quero que desapareça, que se apague o mais depressa possível da minha memória...
No seu relacionamento com as pessoas, o que você considera mais: os benefícios ou as decepções que elas lhe causam?
Lembre-se: procure gravar em, seu coração todo beneficio que receber e apagar o quanto antes de sua memória as injustiças e as ofensas.

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Exercite A Paciência

Esta é a história de um menino que tinha um gênio muito difícil. Seu pai lhe deu um saco de pregos dizendo-lhe que, cada vez que perdesse a paciência, deveria pregar um prego atrás da porta. No primeiro dia, o menino pregou 37 pregos. Nas semanas que se seguiram, à medida que ele aprendia a se controlar, pregava cada vez menos pregos atrás da porta. Com o tempo, descobriu que era mais fácil controlar seu gênio que pregar pregos. Chegou o dia em que conseguiu controlar-se durante todo o dia.
Depois de informar seu pai sobre sua vitória, ele lhe sugeriu que retirasse um prego a cada dia que conseguisse controlar seu temperamento. Os dias se passaram e o jovem pôde finalmente anunciar ao pai que não havia mais pregos atrás da porta. Seu pai, segurando-lhe a mão, levou-o até a porta e disse-lhe: "Meu filho, vejo que você tem trabalhado duro, mas ... veja todos esses buracos na porta: ela nunca mais será a mesma...

Cada vez que você perde a paciência, deixa cicatrizes exatamente como as que vê aqui. Você pode insultar alguém e retirar o insulto, mas, dependendo da maneira como fala, poderá ser devastador e a cicatriz ficará para sempre.
Uma ofensa verbal pode ser tão daninha como uma ofensa física.

sexta-feira, 8 de maio de 2009

Perder Alguém

Tive um momento em minha vida que me fez refletir muito. Esperava tanto pelo dia do meu aniversário. Quando dois dias antes perdi uma pessoa que eu amava muito, (ainda continuo amando) Minha segunda mãe, minha avó que tanto adorava, faleceu com 84 anos. O que me consolou foi saber que foi por esta velhinha que já havia vivido muito nesse mundo tão violento. Ela teve todo amor dos filhos e netos.
Isso me fez pensar em uma coisa:
Nesse mundo existem pessoas que desprezam as mães, pais, família... colocam em asilos, deixam de lado, enfim…
Já pensou se aquela pessoa que você esta desprezando morrer sem ao menos você expressar o que sente de verdade por causa de um orgulho besta?
Reflita neste momento se já não é hora de mudar e tentar reparar o erro cometido. De uma hora pra outra essa pessoa pode partir, e você irá ficar com a mente perturbada por não ter dado uma chance.
Perder alguém é muito triste, principalmente em uma data que esperamos que seja linda e alegre. Sinto muita sua falta vó. Por isso repito:
Minha avó teve todo amor dos filhos e netos.
Por isso abrace hoje...
Perdoe sempre...
Mãe
Que ao dar a benção da vida, entregou a sua…
Que ao lutar por seus filhos, esqueceu-se de si mesma…
Que ao desejar o sucesso deles, abandonou seus anseios…
Que ao vibrar com suas vitórias, esqueceu seu próprio mérito…
Que ao receber injustiças, respondeu com seu amor…
E que, ao relembrar o passado, só tem um pedido:
DEUS, PROTEJA MEUS FILHOS, POR TODA A VIDA!
Para você mãe, um mais que merecido:
Feliz Dia das Mães!
Você merece!!!

Desconheço o autor, adaptada por Carlos

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Com Carinho Para Mamãe

Mãe. Você que me deu o bem mais precioso. “A vida”
Me esperou com tanto carinho.
Me ensinou os primeiros passos.
As primeiras palavras.
As lembranças mais antigas que tenho em você, È a sua mão segurando a minha para me dar proteção.
Sua voz doce, cantando cantigas de ninar, me fazendo dormir e sonhar.
Um sonho sereno, tranqüilo, sabendo que você estaria ali a me proteger.
Você que lutou, sorriu, chorou.
Mas não deixou a amargura tomar conta de seu coração.
Você que me ensinou a ser homem, mas também a continuar com meus sonhos de criança.
A ser forte, sem ser amargo.
Com você aprendi a ser “gente”
Que respeita “gente”.
Aprendi a ter fé, aprendi a aceitar os defeitos das pessoas.
Aprendi que o amor tem que ser incondicional.
Minhas melhores lembranças, são as que você cria todos os dias...
No amor que sinto em tudo o que você faz. No brilho do seu olhar.

MÃE... Que Deus a proteja sempre, te ilumine, te de forças para continuar sua batalha.
E que eu possa sempre sentir e ter esse amor maior em todos os momentos de minha vida.

terça-feira, 5 de maio de 2009

Nossa Natureza É O Bem

Monge e discípulos seguiam por uma estrada. Ao passarem por uma ponte, viram um escorpião sendo arrastado pelas águas. O monge correu pela margem do rio, meteu-se na água e tomou o bichinho na mão. Quando o trazia para fora, o bichinho o picou e, devido à dor, o homem deixou-o cair novamente no rio.
Mesmo assim, tomou um ramo de árvore, adiantou-se outra vez a correr pela margem, entrou no rio, colheu o escorpião e o salvou.
Quando o monge se juntou aos discípulos na estrada, foi por eles recebido com perplexidade e pena.
- Mestre, deve estar doendo muito! Por que foi salvar esse bicho ruim e venenoso? Ele que se afogasse! Seria um a menos! Veja como ele respondeu à sua ajuda! Picou a mão que o havia salvo! Não merecia sua compaixão!
O monge ouviu tranqüilamente os comentários e respondeu:
- Ele agiu conforme sua natureza, e eu de acordo com a minha.
......................//...........................
Faça sempre o bem, sem olhar a quem.

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Aprecie O Lado Positivo Das Pessoas

Contam que, uma vez, numa carpintaria, realizou-se uma estranha assembléia. Foi uma reunião de ferramentas, para acertar suas diferenças.
O martelo assumiu a presidência, mas os participantes não permitiram, dizendo que ele teria que renunciar. A causa? Fazia demasiado barulho e, além do mais, passava todo o tempo gol¬peando. O martelo aceitou sua culpa, mas pediu que também fosse expulso o parafuso, alegando que ele dava muitas voltas para conseguir algo.
Diante do ataque, o parafuso concordou, mas, por sua vez, pediu a expulsão da lixa. Reclamava que ela era muito áspera no tratamento com os demais, entrando sempre em atritos.
A lixa acatou a decisão, mas sugeriu que teriam de expulsar o metro, que sempre media os outros segundo a sua medida, como se fosse o único perfeito.
Nesse momento entrou o carpinteiro, juntou o material e iniciou o seu trabalho. Utilizou o martelo, a lixa, o metro e o parafuso. Finalmente, a rústica madeira se converteu num fino móvel.
Quando a carpintaria ficou novamente só, a assembléia reativou a discussão. Foi então que o serrote tomou a palavra e disse: "Senhores, ficou demonstrado que temos defeitos, mas o carpinteiro trabalha com nossas qualidades, com nossos pontos valiosos. Assim, não vamos nos fixar em nossos pontos fracos, mas concentremo-nos em nossos pontos fortes."
A assembléia entendeu que o martelo era forte, o parafuso unia e dava força, a lixa era especial para limar e afinar aspere¬zas, e o metro era preciso e exato. Viram-se então como uma equipe, capaz de produzir móveis de qualidade. Sentiram alegria pela oportunidade de trabalhar juntos.
...............//.................
Ocorre o mesmo com os seres humanos. Basta observar e comprovar. Quando uma pessoa busca defeitos em outra, a situação torna-se tensa e negativa. Ao contrário, quando busca com sinceridade os pontos fortes que ela possui, florescem as melhores conquistas humanas.
É fácil encontrar defeitos, qualquer um pode fazê-lo. Mas encontrar qualidades ... isso é para os sábios!!! Seja um deles.